TEXTOS

CARMEN SEDUÇÃO CIGANA
Nunca houve uma mulher na literatura como Carmen. Nem a sanguinária Lady Macbeth, a insatisfeita Emma Bovary, a alegre zíngara Esmeralda, a apaixonada Anna Karenina ou a ambígua Capitu, entre outras ilustres celebridades retratadas em dezenas de clássicos, superam seu magnetismo enigmático e erótico.

Das páginas do francês Prosper Mérimée ela saltou para a ópera, o balé flamenco, as artes plásticas, a poesia e mais de meia centena de adaptações cinematográficas. A beleza selvagem da cigana andaluza inspirou atrizes, divas eruditas e bailarinas lendárias como Pola Negri, Dolores del Rio, Rita Hayworth, Sarita Montiel, Viviane Romance, Dorothy Dandridge, Maria Callas, Teresa Berganza, Victoria de los Ángeles, Alicia Alonso e Maia Plisetskaya.

Símbolo da mulher indomável e possuidora de espírito rebelde e valente, que cultua a liberdade pessoal em uma sociedade em que o dinheiro e posição social parecem ser as únicas coisas importantes, Carmen representa o mito da mulher fatal por excelência, uma nova Pandora, dotada, de abundantes dons espirituais e de impressionante sensualidade, porém mentirosa e perversa, cruel e vingativa, e sem deixar de ser carismática, alegre e generosa.

Gozando de notoriedade, pode ser comparada com outras fêmeas voluptuosas, que aparece em todas as culturas conhecidas: Salomé, Judith, Lilith, Kitsune são exemplos que ilustram a homenagem que a tradição popular faz a este personagem sedutor.

No relato de Don José, é tratada mais que com palavras de enamorado, com as de um enfeitiçado: ela o seduz e ele não pode viver sem sua presença; repete várias vezes que ela é o “diabo”, confirmado por Carmen. O leitor pouco a pouco conhece a condição da protagonista de prostituta, ladra, instigadora ao crime, maléfica, etc., e, mesmo assim, como José, se sente atraído por ela, por sua força nascida do eterno feminino, do encanto do obscuro:

“Era una belleza extraña y salvaje, un rostro que al pronto extrañaba, pero no se podía olvidar. Sobre todo, los ojos tenían una expresión voluptuosa y feroz a la vez que no he encontrado después en ninguna mirada humana. Ojo de gitano, ojo de lobo”

MÉRIMÉE: UMA VOCAÇÃO ESPANHOLA
O criador de Carmen, o historiador e erudito Prosper Mérimée (1803-1870), nasceu em Paris, pertencendo a geração romântica e tendo em Stendhal o seu melhor amigo, unidos por afinidades como o ceticismo religioso, a sensualidade e também a atração por Espanha. Aos 21 anos, publica em um jornal quatro artigos sobre a arte dramática espanhola e em 1830 faz sua primeira viagem ao país que tanto o impressiona, admirando a Andaluzia, a formosura das mulheres e de outras muitas coisas, como o vinho de Jerez, as touradas ou a obra de Cervantes.

Faz amizade com Dona Manuela, condessa de Montijo, e suas filhas, Paca (futura duquesa de Alba) e Eugenia (futura imperatriz dos franceses). A condessa, confidente de toda a vida, foi de valiosa ajuda, sobretudo para a preparação de algumas obras de Mérimée, facilitando pesquisas e estadia, em seus palácios de Carabanchel e Madri, e recomendando-o as suas amizades. Ela contou-lhe casos que impressionaram o escritor como o do oficial que matou a sua amante, uma bailarina, por ciúmes, ou do problema familiar criado por seu cunhado, que se apaixonou por uma cigana. Ambas notícias constituíram, fundidas, o embrião de “Carmen”, escrita mais de uma década depois.

Em 1840 publica “Colomba”, inspirada novela sobre uma vingança familiar com outro personagem feminino cruel da ampla galeria misógina do autor. Porém Espanha não se afasta do seu pensamento: faz uma segunda viagem ao país, dez anos depois da primeira. Em 1844 torna-se membro da Academia Francesa, e no ano seguinte publica essa excepcional novela, “Carmen”, na Revue des Deux Mondes. Numa carta diz que escreveu-a em oito dias, depois de imaginá-la durante quinze anos.

A obra passou quase despercebida, sem grande buxixo, numa época em que a França já estava acostumada a receber bailarinos flamencos e a ler criações tendo o fértil país vizinho como pano de fundo – no mesmo ano da publicação desta novela, surgiu uma nova tradução do “Quixote” e Théophile Gauthier lançou “Poésies Nouvelles”, que incluem as intituladas “Espanha”. Prosper Mérimée faz a sétima e última viagem a Espanha em 1863, sete anos antes de morrer.

Mesmo com graves problemas de saúde, não deixa de escrever, e uma das suas obras-primas pertence ao gênero fantástico, escrita no final de sua intensa vida, “Lokis” (1866), sobre um homem-urso. No ano seguinte a sua morte, a Comuna revolucionária queima sua casa de Paris, e no incêndio desaparecem o arquivo e documentos valiosos do escritor. Embora com uma média de duas edições anuais desde o lançamento, “Carmen” só seria um fenômeno popular ao pegar carona no êxito internacional da ópera de Bizet, uma adaptação da novela estreada em Paris no ano de 1875.

A ORIGEM DE CARMEN
Em “Cartas de Espanha”, do próprio Mérimée, ele revela que o nome da protagonista surgiu de uma jovem, Carmencita, a que faz menção na quarta carta (“As Bruxas Espanholas”), que lhe serviu comida em uma venda de Murviedro (antigo nome de Sagunto, em Valência); era cigana, prostituta, jogadora de cartas de adivinhação e de “rara beleza”. Nascia Carmen, pomba-gira de carne-e-osso vivendo a temática tradicional do amor fatal, que originou obras literárias tão famosas e excepcionais como “Romeu e Julieta” (1595) ou “Manon Lescaut” (1731), e renovando o mito da mulher nefasta. Quando ela é apresentada no capítulo II, há uma clara alusão ao mito de Vênus, deusa do amor, polígama, saindo das águas:

“Una tarde, a la hora en que no se ve ya nada, estaba yo fumando apoyado en el pretil del paseo, cuando una mujer coronó la escalera que conduce al río y vino a sentarse cerca de mí. Tenía en el pelo un gran ramo de jazmín, cuyos pétalos exhalan de noche un olor embriagador. Estaba vestida con sencillez, quizá pobremente, toda de negro, como la mayor parte de las modistillas al anochecer. Las mujeres de buen tono no van de negro más que por la mañana; por la noche, se visten a la francesa. Al llegar cerca de mí, la bañista dejó deslizarse sobre los hombros la mantilla que le cubría la cabeza, y en la obscura claridad que cae de las estrellas me parcaté de que era menuda, joven, bien proporcionada, y que tenía los ojos muy grandes”

Carmen significa “fórmula mágica” no latim; seu significado medieval, poema; a transformação francesa é “charme”, agrado, encanto. Tudo isso pode ser aplicado simbolicamente ao personagem, que mesmo tão importante, complexo, e dando título a obra, em nenhum momento o autor revela os seus íntimos sentimentos, nem os seus pensamentos, nem as suas convicções.

ESTRUTURA NARRATIVA
A história se situa em terras de Andaluzia, resultado das vivências da primeira viagem de Mérimée. O estilo é sóbrio e sintético, longe do melodrama, justamente ao contrário da ópera que triunfou pela expressividade e ardor da música de Bizet (como não se emocionar com “L`amour est un Oiseau Rebelle”?), porém peca no libreto simplório de Ludovic Halévy e Henry Meilhac, que se empenha em converter a Carmen em um protótipo amável, convencionalmente rebelde, vítima de algumas superstiçoes, porém definitivamente uma mulher de “bom coraçao”. Seguindo outra ideia, Mérimée evita todo o tempo prolongados derramamentos sentimentais.


Nos dois primeiros capítulos de “Carmen” o escritor francês usa o aparentemente autobiográfico, corriqueiro na literatura de viagens; o narrador se apresenta como autor da narração, o viajante-arqueólogo figurando nos feitos contados, o que dá um tom de autenticidade. A escrita é rápida, algo seca, dominada por frases curtas e com diálogos sinceros e nervosos. Este estilo frio deu lugar a momentos de formidável emoção. A obra, marcada por horrores, passa uma cumplicidade que beira a compaixão. As cores são importantes para o argumento, e algumas delas se repetem muito: Carmen é o vermelho e o negro, José o amarelo.

Traduzida ao espanhol em 1891, quarenta e seis anos após a publicação, em um século em que o coletivo social ainda aceitava a opressão como um beneficio, a novela foi mal recebida pelos espanhóis, considerada insultante ao tratar de seres marginalizados, o que não é verdade, os costumes relatados são fiéis, frutos de rigorosa pesquisa, observação e conhecimento. Futuramente teria o valor reconhecido e Mérimée, como em tantos outros países, seria lembrado principalmente por esta criação primorosa.


“La Carmen está bailando /por las calles de Sevilla./Tiene blancos los cabellos /y brillantes las pupilas./¡Niñas,/corred las cortinas! (…)”.

No nosso Brasil, Glória Perez e a danada poeta Leila Miccolis renovaram o mito em uma telenovela famosa de 1987, da Manchete, protagonizada por uma Lucélia Santos em estado de graça; o genial e polêmico Gerald Thomas criou a sua própria mulher fatal em “Carmen com Filtro”, de 1986, com outra atriz admirável, Bete Coelho. Gustave Doré e Pablo Picasso (38 gravuras publicadas em 1949 em uma edição de 320 exemplares) ilustraram as aventuras da bela cigana.

Carmen, mulher indomável e infiel, que usa os seus atributos para subjugar os machos que atravessam no seu caminho, se mantem fiel a sua raça e a seu destino, dona do seu corpo, motivo da sua própria morte às mãos do homem que tem por ela uma paixão obsessiva e exclusiva. Este, o Vasco José Lizarrabengoa, uma das vítimas de sua sedução, um escravo do desejo, que tem todas as facetas de um apaixonado patético, é também uma criação vibrante, forte, que enamora o leitor.

PROJEÇÃO DO MITO
Em 1921, a mítica atriz catalã Margarita Xirgu (que montaria com êxito nos anos seguintes obras teatrais de Lorca), estréia em Sevilha um drama espanhol inspirado fielmente em “Carmen”. O inconformista Peter Brook monta a versão operística em 1981, numa densa concepção intimista intitulada “A Tragédia de Carmen”. Carlos Saura e Antônio Gades, nos anos 80, apresentam com sucesso em vários países a Carmen flamenca, ou seja, canto e dança ciganos.

O espetáculo geraria um dos melhores filmes de Saura. A novela, usada em mais de cinquenta adaptações cinematográficas, algumas delas com grande sucesso de crítica e de público, esteve no imaginário de cineastas de prestígio: Cecil B. DeMille (“Carmen”, 1915), Ernest Lubitsch (“Amor Cigano”, 1918), Jacques Feyder (“Carmen”, 1926), Raoul Walsh (“Os Amores de Carmen”, 1927), Charles Vidor (“Os Amores de Carmen”, 1948), Otto Preminger (“Carmen Jones”, 1956), Jean-Luc Godard (“Prenome Carmen”, 1983), Francesco Rosi (“Carmen”, 1984), etc. A mais recente “Carmen” das telas, de 2003, do espanhol Vicente Aranda, protagonizada por Paz Vega e Leonardo Sbaraghlia, é uma das mais fiéis e cativantes em seu refinado erotismo e em cenas do cotidiano de um Goya. Obsecado pelo livro, escrevi “Las Cosas de Gitano Duran Poco”, versão livre, transportada aos tempos atuais, com imigrantes marroquinos morrendo no Estreito de Gibraltar e sul-americanos lutando na Europa por melhores oportunidades. A minha Carmen é um pequeno marginal, o objeto fetiche José Navarro, e a própria Pomba-Gira; José é Torquato Rubião, um músico sem destino e sem dinheiro.

O cenário continua sendo a Andaluzia plena de contrastes e onde a presença dos ciganos marca o caráter do seu povo, sempre excessivo na expressão dos sentimentos. É o primeiro tratamento homossexual de “Carmen” que conheço (“Carmen, Carmen”, de Antônio Gala, 1976, não chega a tanto). Espero não envergonhar o original.

Grande obra literária, e a nossa Carmencita uma explosão de sensações, não há como não se sentir atraído por uma mulher que preferiu morrer a deixar de ser livre e dona do seu desejo e da sua vontade. Uma temática bem atual. Não é a toa que Nietzsche escreveu sobre “Carmen”: “Para mim esta obra merece uma viagem a Espanha”. Com certeza, meu caro leitor.

I. CIGANA CARMEM (EGREGORA ESPIRITUAL)
É a protetora dos que sofrem de mal de amor, é a que acolhe e consola os abandonados. É natural da Espanha, viajou por quase todos os países de idioma hispânico, inspirou vários amores. Amorosa e determinada auxilia em casos de amores impossíveis (mal do qual também já foi vítima). Linda, vaidosa e grande dançarina de flamenco. Resolve com suas magias casos de abandono, tira rivais do caminho e harmoniza casais. Sua grande magia é para unir casais para que viva intensamente o amor.

É uma cigana encantadora que gosta de festa, música, dança e muitos sorrisos. Trabalha juntamente com todas as forças da natureza, principalmente as do fogo, pois atua com as Salamandras. Utiliza estrelas de cinco e seis pontas que respectivamente a magia e o amor.

Também utiliza a simbologia de uma espiral que é uma forma da antiga escrita voltada para a magia, cura espiritual e física, e a promessa de proteção contínua para a médium e os que a rodeiam. Há muito tempo não reencarna aqui, mas também faz parte da grande missão de outros seres terrenos e de diversos tipos de entidades.

Tomou a identidade de cigana por ter sido a última em que passou por aqui, e foi preciso haver uma adaptação dela para chegar mais próxima das pessoas deste mundo, e assim atingir mais as massas, podendo assim se expressar e atender aos pedidos das pessoas, trabalhando com os seus sentimentos. Seu trabalho é feito da seguinte forma: desperta nas pessoas o poder que elas mesmas possuem em realizar coisas boas.

A entidade é uma mensageira de amor, e uma representante dos consulentes levando os seus pedidos a entidades superiores, e estes recebem a graça pelo seu próprio merecimento. O seu trabalho mais importante é o despertar das pessoas para a espiritualidade e para a humildade, que para ela, caminham juntas. Por isso escolheu a Umbanda. A espiritualidade uniu propositadamente, é claro tantos outros grupos espalhados por todo o planeta. Quando passou por aqui foi uma ciganinha bem humorada, e desde cedo foi iniciada em magia por uma cigana mais velha.

Chamavam-na de feiticeira do Clã. Fez muitas coisas boas, e coisas ruins também, pois trabalhavam com a cura e com interesses próprios, tais como o ouro. Desencarnou ainda jovem; não se casou, porém já estava prometida a um cigano bem mais velho. Se revoltou com isto, pois havia se apaixonado por um homem de fora do Clã, e com isto a deixaram de lado.

OBRAS CONSULTADAS
Prosa / Poesia

GALA, Antônio, “Carmen, Carmen”, 1976;
GAUTHIER, Théophile, “Poemas Completos”;
GAUTHIER, Théophile, “Voyage en Espagne”;
JIMÉNEZ, Luis López e ESTEVE, Luis-Eduardo López, “Merimée: Una Vocación Española (Resumen Biográfico), 1989;
LORCA, Federíco García,“Poema del Cante Jondo”, 1921;
LOUYS, Pierre, “La Femme et la Pantin”, 1898;
MAINGUENEAU, Dominique, “Carmen. Les Recines d’un Mythe”, 1984;
MERIMÉE, Prosper, “Viagem a Espanha”;
MERIMÉE, Prosper, “Carmen”, 1845;
STEINER, George, prefácio para “Carmen y Otros Cuentos”, 1981;

MÚSICA
BIZET. George, MEILHAC. H. e HALÉVY, L., “Carmen”, 1875, cantada por Maria Callas, Jessie Norman, Teresa Berganza e Victoria de los Ángeles;
QUINTERO, LEÒN e QUIROGA, “Carmen de España”, 1953, cantada por Carmen Sevilla;
CINEMA
ARANDA, Vicente,“Carmen”, 2003, com Paz Vega;
BUÑUEL, Luis, “Esse Obscuro Objeto do Desejo”, 1977, com Angela Molina e Carole Bouquet;
CHRISTIAN-JACQUE, “Carmen”, 1942, com Viviane Romance;
DE MILLE, Cecil B., “Carmen”, 1915, com Geraldine Farrar;
DEMICHL, “Carmen”, 1959, com Sarita Montiel;
FEYDER, Jacques, “Carmen”, 1926, com Raquel Meller;
GODARD, Jean-Luc, “Prenome Carmen”, 1983;
LUBITSCH, Ernest, “Amor Cigano”, 1918, com Pola Negri;
PREMINGER, Otto, “Carmen Jones”, 1954, com Dorothy Dandridge,
ROSI, Francesco, “Carmen”, 1984, com Julie Migenes-Johnson;
SAURA, Carlos, “Carmen”, 1983, com Laura del Sol;
VIDOR, Charles, “Os Amores de Carmen”, 1948, com Rit
__________________________________________________________
CARTOMANCIA NA EUROPA
Os primeiros jogos de cartas que se tem notícia na Europa aparecem em registros por volta do ano de 1500. Em 1535 aparecem registros do baralho de Piquet, um conjunto de cartas numeradas de 2 a 10, ás e 3 cartas de corte, sob quatro naipes. Por volta do século 17 os jogos de cartas ganharam notoriedade, especialmente como diversão para as cortes europeias.

Mais ou menos no Século 17 também são mencionados os "Livros de leitura da Sorte", que eram um conjunto de poemas que abrangiam diversos temas relacionados à rotina comum das pessoas daquela época, e que deveriam ser abertos aleatoriamente mediante uma questão. Esse método era usado mais como diversão, em todo caso.

Por volta da metade do século 18, Jean Baptiste Alliete Jeune (1738-1791), cujo pseudônimo que o faria conhecido até os dias de hoje é "Etteilla", que viva em Paris, formulou um baralho -

E sua primeira publicação a respeito foi um livro chamado "Etteilla, ou manière de se récréer avec un jeu du Cartes par M *** '(Etteilla, ou uma forma de entreter-se com um baralho de cartas de ***).

Esse sistema de adivinhação foi baseado em 32 cartas de um baralho comum à França e Itália naquela época, mas com características especialmente desenvolvidas por Etteilla.

Na sua Leitura de sorte, Etteilla atribuía uma 33ª carta, chamada carta branca, para a pergunta em questão, do consulente, e então dispunha as cartas de modo a obter a previsão da resposta.

Ele revelou uma série de maneiras de se dispor estas cartas para obter respostas, e mais tarde, em 1773, publicou um livro chamado Etteilla, ou la seule manière de tirer les cartes (Etteilla, ou a única maneira de ler os cartões).

Etteilla, de acordo com o que mostra a história, possuía um forte senso a respeito do interesse das pessoas de sua época aos sistemas de leitura de sorte, ou oráculos, o que o levou a publicar livros e, além do Petit Etteilla, mais dois jogos de Tarot.

Assim como o Petit Etteilla, o Petit Lenormand, os oráculos Parlour, e alguns baralhos ciganos, todos originam-se dos jogos de cartas de Piquet. Não há como falar em Petit Lenormand sem a referência a Etteilla, e embora as fontes que consultei sejam, algumas vezes, divergentes quanto à influência de Etteila no jogo de cartas que precedeu o atual Petit Lenormand, sem dúvida este autor é Par, senão inspiração (no mínimo) para o Petit Lenormand.

É certo que por onde quer que se pesquise a cartomancia, Etteilla e Lenormand são vistos como os padrinhos desta arte!


Fonte de Pesquisa: Pagina Sensoriall
Esmeralda Lenormand Um mínimo de história
__________________________________________________________
CARTAS CIGANAS!
AMOR EM MINHA VIDA!
As Cartas Ciganas refletem a direção da vida da pessoa, no momento em que ela esta consultando as cartas, embora também revele a profunda motivação inconsciente do passado que contribuiu para a situação presente. A observação dos símbolos desperta interesse, curiosidade, receios, esperanças e sensações que ativam o inconsciente que permite assim, o retrocesso no tempo e no espaço. 

As Cartas mostram um momento do consulente, à respeito de assunto específico, ou da situação que se tem em mente. Desta forma elas não buscam a predição de um futuro já traçado e sim a extensão da verdade em qualidade interna, e o significado do momento que o futuro pode refletir. As Cartas tendem a expressar um período de três fases lunares, mostrando as experiências que conduziram ao tempo atual, e o futuro a conclusão natural das forças em ação neste mesmo presente. 

As Cartas mostram influencias, oportunidades, e motivos ocultos, muitos dos quais poderão não se concretizar em fatos ou pessoas. Uma vez que o destino que as cartas descrevem, está profundamente enraizada no inconsciente, os símbolos das cartas, auxiliam a estabelecer ligações necessárias para remeter a um conhecimento interior, aí estará a chave do segredo e o conhecimento do provável futuro. As Cartas Ciganas são uma sequência de simbologia própria e mais uma correspondência ao baralho originário de jogo ou minorarcana. Popularizou-se como uma série de 36 arcanos. Sua propagação se deu por intermédio de Madame Lenormand, célebre cartomante do século XVII que, no entanto não era de origem Gitana. 

Lenormand conseguiu uma cópia das Lâminas e com base nelas mandou imprimir o que chamou inadequadamente de Baralho Cigano, o erro de Madame foi confundir o verdadeiro Oráculo do Povo do Oriente com uma versão simplificado que os Ciganos usavam quando consultados pelos gadjós. Apesar disto o Baralho elaborado por ela foi o que permaneceu até os nossos dias, sem que haja forma de recuperar o verdadeiro. O que se sabe é que originalmente as cartas não tinham nomes, apenas números, atribuímos aos arcanos, nomes usados popularmente e egressos de baralhos com simbologia variável. 

Devido a grande popularidade deste baralho, nos círculos espíritas brasileiros, usamos o Panteão Afro Brasileiro para definir os arquétipos de determinadas cartas, assim elas passam a representar com mais de um dado interpretativo. Muito já se disse da simbologia do Baralho Cigano, cartas que foram popularizadas de várias formas, muitas vezes sem esmiuçar, o quanto realmente significam. Para que possamos interpreta-lo, faremos uma minuciosa análise, de sua verdadeira alma. 

Quase sempre retratando situações cotidianas, é com desatenção que muitos bons e sérios oraculadores, leem somente as figuras. As cartas originais que se perpetuaram no mundo através dos tempos, oriundas da Europa, trazem pequenas gravuras do conhecido baralho de pôquer, que nós ciganos sabemos, ter a sua finalidade oraculativa. A conjunção de significados do pequeno baralho para carteado inserido no alto com o significado das figuras, é que permite um oracular correto e uma predição completa.

SIGNIFICADOS
1- O CAVALEIRO, O MENSAGEIRO, O VALETE:
Síntese da Figura: Indica movimento, transformação, boas notícias, sexo, alegria de viver, sorte, concretização de projetos, alcance dos objetivos e conquista de bens materiais. Síntese da Carta “Nove de Copas”: Indica felicidade, satisfação, emoções, situações sentimentais de crescimento afetivo e amadurecimento destas relações.
2 – OS PAUS, OS OBSTÁCULOS:
Síntese da Figura: Indica dificuldades, destruição, desventuras, problemas momentâneos, intervenção negativa de terceiros, momento difícil. O consulente deve se colocar em estado de alerta. Síntese da Carta “Seis de Ouros”: Momento em que se há de buscar a tolerância, paciência consigo mesmo e com os outros, situação propicia para pedir ajuda de alguém que o atenderá.
3 – O NAVIO, O MAR:
Síntese da Figura: No jogo da Vida representa o estado de saúde do consulente. Pode indicar mudanças significativas boas ou nefastas, dependendo das cartas vizinhas e viagens quando no jogo da Cruz Mágica. Síntese da Carta “Dez de Espadas”: Indica despedidas inesperadas, fim de situações indesejadas, acompanhada de cartas nefastas pode representar luto de pessoa ou situação, fim de uma fase da vida do consulente.
4 – A CASA, O EQUILÍBRIO:
Síntese da Figura: É a carta que representa a casa do consulente, mas também a família, a harmonia e desajuste em seu próprio equilíbrio interno, pode também representar perdas materiais. Síntese da Carta “Rei de Copas”: Indica capacidade mediúnica, força mental, inclinação para as artes em geral, pai, esposo, ou homem ligado por laços de amizade ou afeto ao consulente.
5 – AS ÁRVORES:
Síntese da Figura: Indica troca positiva de energia, abundância, progresso, vitalidade, fartura, prosperidade. É o crescimento de tudo que foi plantado. Síntese da Carta “Sete de Copas”: Indica desilusão, ilusão com algo ou alguém, falsos amigos, revelações, descobertas e preparação para uma nova fase de vida liberta e sem subterfúgios.
6 – AS NUVENS, OS VENTOS:
Síntese da Figura: Indica problemas passageiros; turbulência, momento instável, tendência à conclusões precipitadas, dificuldades na reta final, término de problemas. Síntese da Carta “Rei de Paus”: Indica força de vontade, empenho na palavra, crescimento forçado, investimentos, planos e amadurecimento.
7 – A COBRA, O ARCO-ÍRIS:
Síntese da Figura: Indica discórdia, falta de harmonia, beleza ilusória, brigas, conflitos, confusão mental, hipocrisia, perigo, homossexualismo, bis sexualismo e vícios. Síntese da Carta “Dama de Paus”: Indica iniciativa pioneira, e força interior. Disposição para assumir maiores compromissos, tomando sempre cuidado para não fazer tudo ao mesmo tempo.
8 – O CAIXÃO, AS PEDRAS:
Síntese da Figura: Indica destruição, perdas diárias, fase que deve ser substituída, são os nãos do dia a dia, fim de um ciclo. Síntese da Carta “Nove de Ouros”: Indica caminhos abertos na vida financeira, boa sorte, dinheiro inesperado e realizações pessoais.
9 – O RAMALHETE, A CHUVA:
Síntese da Figura: Indica profunda alegria, satisfação íntima, vontade de viver, são as flores merecidas, as flores trabalhadas; no dia a dia é a coroação pelos esforços empreendidos. Síntese da Carta “Dama de Espadas”: Indica inteligência, beleza, clareza na coordenação mental, sinceridade e independência.
10 – A FOICE, AS TRANSFORMAÇÕES:
Síntese da Figura: Indica interrupção do crescimento, transformação positiva, cortes desastrosos, porém necessários. Síntese da Carta “Valete de Ouros”: Indica oportunidades oferecidas inesperadamente, resolução de problemas de ordem financeira, oportunidades no trabalho e vigor sexual.
11 – O CHICOTE, A MAGIA:
Síntese da Figura: Indica força interior, mental e espiritual, fé. Pode indicar feitura de magia quando próxima da carta do trabalho. Síntese da Carta “Valete de Paus”: Indica oportunidades e chances de crescimento, realizações e mostra também homem moreno ligado ao consulente.
12 – OS PÁSSAROS, AS ALEGRIAS:
Síntese da Figura: Indica felicidade, namoro, sexo com amor, flerte, gorjeio, romance, paixão, alegria. Síntese da Carta “Sete de Ouros”: Indica tempo, novos caminhos, paciência, realizações demoradas e gravidez feliz.
13 – A CRIANÇA:
Síntese da Figura: Indica alegria de viver, felicidade, esperança, boas companhias, o lado mais espontâneo e verdadeiro de cada um; ingenuidade, sensibilidade, infantilidade, imaturidade e inocência. Quando aparece no Jogo da Cruz Mágica, pode indicar a chegada de filhos. É ainda a carta usada para marcar o consulente quando menor de 7 anos. Síntese da Carta “Valete de Espadas”: Indica impulsos não pensados que podem terminar em situações desastrosas, discussões, imaturidade, confusão mental e arrogância.
14 – A RAPOSA, AS ARMADILHAS:
Síntese da Figura: É preciso precaução com as pessoas ao redor, falsidade, armadilhas, alerta para falar menos sobre os projetos, ter mais esperteza e sagacidade; pode significar discernimento, inteligência, e está ligada à questões psicológicas. Síntese da Carta “Nove de Paus”: Indica exaustão, cansaço, resistência forçada, Ideias diferentes, situação impensada, desafio a ser vencido.
15 – O URSO, AS FALSIDADES:
Síntese da Figura: Indica a presença de falsos amigos ou inimigos disfarçados, inveja, auto cobrança, falsidade, conflito interno, olho grande. Síntese da Carta “Dez de Paus”: Indica que o consulente se sente perdido, num mar de com grandes ondas, inconstância, mudança de projetos e fase de adaptação.
16 – A ESTRELA, A SORTE:
Síntese da Figura: Confirma o bom êxito nos empreendimentos. É a luz, a força espiritual que guia na estrada da vida, representada a superação das dificuldades, sorte, brilho, o carma, a luz interior. Conjugada com a carta da Torre indica o orixá de proteção. No Jogo da Cruz Mágica, com a presença da Carta dos Lírios (Oxum). Síntese da Carta “Seis de Copas”: Indica sentimentos de saudades que irão impulsionar projetos, nostalgia, consulente busca soluções práticas contra o tempo perdido e consegue vitórias.
17 – A CEGONHA, AS NOVIDADES:
Síntese da Figura: Indica indício de uma nova fase, renascimento, nascimento de filhos, emprego, novidades positivas e abertura de novos caminhos, mudanças. Síntese da Carta “Dama de Copas”: Indica sensibilidade, mediunidade, Novidades, maternidade, consulente deve prestar mais atenção aos sinais que a vida lhes dá.
18 – O CÃO, O ALIADO:
Síntese da Figura: Simboliza o amigo fiel e verdadeiro, o aliado, a amizade pura e sincera, fidelidade. Quando conjugada com a carta da Torre, indica guia espiritual. Síntese da Carta “Dez de Copas”: Indica sucesso em sociedades em geral, os sentimentos do consulente são correspondidos, alegrias, sorte, reciprocidade nos relacionamentos, estrela em momento de brilho intenso.
19 – A TORRE, A ESPIRITUALIDADE:
Síntese da Figura: Representa as descobertas internas, o verdadeiro Eu, o lado espiritual do consulente, as posturas interiores. Síntese da Carta “Seis de Espadas”: Indica mudanças a caminho do inesperado, curiosidade, cursos, aprendizagem, temores, a carta não prediz se a modificação será benéfica ou nefasta, depende das cartas vizinhas.
20 – O JARDIM, AS ERVAS:
Síntese da Figura: Indica as virtudes e qualidades humanas. É a carta da batalha, significa ter que plantar o jardim, lutar, correr a trás. Síntese da Carta “Oito de Espadas”: Indica dificuldades impetradas pelo próprio consulente, falta de gerência sobre a própria vida, medo de assumir riscos, sabotagem e proibições que só existem na “Cabeça” do próprio.
21 – AS ROCHAS, AS PEDRAS:
Síntese da Figura: Indica imparcialidade, problemas judiciais, justiça material e espiritualidade, solidez, firmeza e segurança. Síntese da Carta “Oito de Paus”: Indica surpresas chegando em breve, muito positivismo, projetos bem sucedidos, ganhos de causas judiciais e caminhos abertos.
22 – O CAMINHO:
Síntese da Figura: Indica a estrada da vida, o caminho a ser trilhado, o livre-arbítrio, caminhos abertos, a força de vontade do consulente é que o levará até o objetivo desejado e recursos avaliados corretamente. Síntese da Carta “Dama de Ouros”: Indica a descoberta das reais possibilidades do consulente, o lado materno de cada um, mulher ambiciosa e independente, criatividade, bondade e bons sentimentos.
23 – O RATO, OS DESGASTES:
Síntese da Figura: Indica desgastes, desânimo, perda de energia, inveja, roubo, ciúme, aborrecimentos, sentimentos inferiores e falta de vitalidade. Síntese da Carta “Sete de Paus”: Indica confronto, inveja, negatividade em alto grau, olho grande, stress, cansaço, falsos amigos, areia, roubo de carro e acidente com meios de transporte.
24 – O CORAÇÃO, OS SENTIMENTOS:
Síntese da Figura: Indica sentimento profundo e exagerado, emoção, sensibilidade, amor x ódio e problemas de saúde na circulação do sangue. Síntese da Carta “Valete de Copas”: Indica reconciliação, fé, sensibilidade, carência, ilusão, homem jovem que se aproxima e caminhos de amor com muita satisfação.
25 – A ALIANÇA:
Síntese da Figura: Indica sociedades em geral união perfeita, casamento, relacionamento. Síntese da Carta “Ás de Paus”: Indica determinação, persistência, crise pessoal que leva a descoberta de forças interiores, afirmação, otimismo e também impaciência e fase de muita crítica aos que o (a) rodeia.
26 – OS LIVROS:
Síntese da Figura: Indica esforço intelectual, e trabalho e estudo; pode indicar alguma coisa que se precisa trabalhar. É a carta que pode indicar feitura de magia. Síntese da Carta “Dez de Ouros”: Indica riqueza material e espiritual, êxito nos projetos, vida emocional em ótima fase, dinheiro inesperado, sorte, e despreocupação.
27 – A CARTA, O AVISO:
Síntese da Figura: Indica notícias, mensagens positivas, algo que o jogo quer destacar; vitórias, comunicação entre pessoas ou sobre um assunto. Síntese da Carta “Sete de Espadas”: Indica notícias, que podem ser ruins para o consulente, traições, esperteza inoportuna, momento de egoísmo e desgosto vindo de quem não se espera.
28 - O HOMEM, O CIGANO:
Síntese da Figura: É o companheiro, o pai, o filho, o irmão, o homem do jogo. Representa o consulente maior de 7 anos. Síntese da Carta”Ás de Copas’: Indica chances de realizar projetos que estavam emperrados, alegria, satisfação, provas com aprovação, vocação para carreira tradicionais, chegada de homem interessante e amigo, amadurecimento e caminhos abertos.
29 – A MULHER, A CIGANA:
Síntese da Figura: É a companheira, a mãe, a filha, a irmã, a mulher do jogo. Representa a consulente maior de 7 anos. Síntese da Carta “Ás de Espadas”: Indica revelação e descoberta, decisão, poderes mentais e inspiração espiritual, verdades que virão a tona, entidades protetoras da verdade e atritos por causa de mentiras.
30 – OS LÍRIOS, OS RIOS:
Síntese da Figura: Paz interior, harmonia espiritual, beleza, amor sutil, tranquilidade e fertilidade. Síntese da Carta “Rei de Espadas”: Indica clareza mental, inteligência, Disposição, homem autoritário, porém disposto a ajudar, análise rápida das situações, poder de argumentação em evidência.
31 – O SOL:
Síntese da Figura: Simboliza luz, crescimento, energia, vida, força interior, motivação, lucros, projetos com êxito e gravidez desejada. Síntese da Carta “Ás de ouros”: Ideias novas, mental ajustado e inspirado, necessidade de buscar, prestígio, boas chances nos relacionamentos.
32 – A LUA:
Síntese da Figura: Indica honrarias, aplausos, poderes mentais, religiosidade, intuição, dons mediúnicos e reconhecimento. Síntese da Carta “Oito de Paus”: Indica despedida, rompimento, separação de pessoas queridas, controle da própria vida e saída de trabalho de forma espontânea.
33 – A CHAVE, AS SOLUÇÕES:
Síntese da Figura: Indica respostas e soluções, sucesso, objetivos alcançados, problemas resolvidos, busca das respostas interiores e exteriores. Síntese da Carta “Oito de Ouros”: Indica aprendizado novo ou retorno aos estudos, força guerreira, simpatia, novos caminhos e felicidades.
34 – OS PEIXES, A MATÉRIA:
Síntese da Indica: Indica a representação do lado material, o dinheiro, a fartura, bem estar espiritual, segurança, satisfação, se rodeada de cartas ruins mostra projetos emperrados. Síntese da Carta “Rei de Ouros”: Indica momento de determinação, inspiração e muito trabalho, esteja atento às oportunidades, Mostra homem maduro, pioneiro e autoritário.
35 – A ÂNCORA, A SEGURANÇA:
Síntese da Figura: Indica as dificuldades superadas, segurança e firmeza, representa os bens materiais, esta lâmina mostra que a espiritualidade precisa ser bem cuidada, para que o restante dos setores vivenciados floresçam. Síntese da Carta “Nove de Espadas”: Indica que as energias físicas e mentais estão em harmonia, acredite na sua potencialidade e faça planos reais para o futuro que se descortina a sua frente.
36 – A CRUZ, A VITÓRIA:
Síntese da Figura: Significa triunfo, vitória, reencontro, sucesso, equilíbrio entre o espiritual e o material, após grandes problemas, neste caso a dor sentida e as lágrimas derramadas pelo consulente serão de grande valia como aprendizado, e implantação de forças positivas para que tudo dê certo. Síntese da Carta “Seis de Paus”: Indica vitória após muitos desapontamentos e desânimo, promoções, novidades afetivas maravilhosas, e resolução de problemas.
_________________________________________________________________________________________
Método de Madame Lenormannd.
Representa um retrato do consulente, assim como o resumo de sua vida. Por isso, é o primeiro jogo que deve ser aberto, objetivando visualizar o momento atual nos diversos setores da vida (trabalho, amor, saúde, espiritualidade, etc.). O jogo é aberto formando cinco filas da esquerda para a direita, sendo que as quatro primeiras formadas por oito cartas cada e a última por apenas quatro cartas, que devem ser centralizadas. A primeira carta é aberta em dupla com a última, a Segunda com a penúltima, e assim, sucessivamente; sempre da esquerda para a direita na parte superior, e da direita para a esquerda na parte inferior. Primeiramente a carta será interpretada só pelo seu significado específico, juntamente com o simbolismo da que foi aberta duplamente. Somente depois do jogo todo aberto que serão interpretadas as latitudes, longitudes e diagonais vizinhas.

Método da Cruz Mágica
É um jogo simples que utiliza apenas cinco cartas, mais as cartas-temas, que indicam o assunto da consulta. As cartas-tema devem ser colocadas no centro da mandala, sendo as demais embaralhadas. Cinco cartas devem ser tiradas em sequência. 
Será analisada pelo oraculador desta forma: A carta 01, é a que fica centralizada na cruz, ela sintetiza o inicial da leitura e influencia as outras cartas. 
A carta 02 é a que fica acima da carta 01, apresentará situações que estarão interferindo na resolução do problema. 
A carta 03 estará abaixo da carta 01, indicará fatos ou pessoas que estão contra você na resolução do problema. 
A carta 04 que estará à esquerda da carta 01, representa as forças, fatos e pessoas que estão dispostas a seu favor na resolução do problema. 
A carta 05 estará à direita da carta 01, representará o resultado final ou indica posição a ser tomada para a resolução do problema (as cartas temas são: 
Para o trabalho a carta dos Livros, Para o amor a do Coração, Para a família a da Casa, Para a espiritualidade a da Torre, Para dinheiro a da Âncora, Para amizades, a do Cão).


Fonte de Consulta:
Sociedade Esotérica Rajor
Ramona Torres
______________________________________________
BANHOS CIGANOS
Muita gente julga um exagero afirmar que os ciganos foram os responsáveis pela disseminação da medicina simpática e da medicina natural, em suas andanças pelo mundo.

Culturalmente isso estava dentro das possibilidades deles, já que não se fixavam e estavam em constante movimento e, consequentemente, em constante contato com as populações de toda parte do mundo.

Ao mesmo tempo, os ciganos reservam ainda hoje uma data para os grandes encontros, como o feito no dia de Nossa Senhora Aparecida aqui no Brasil. Nesses encontros, trocam informações e atualizam conhecimentos, enriquecendo-se com essa constante interação.

Paracelsus foi aprender com os ciganos tudo o que eles conheciam de medicina aplicada, usando ervas, cristais, cores, água, som, metais e outros elementos, como o famoso pó simpático, que por alguns séculos foi à sensação na Europa.

Práticas como a astrologia, a cartomancia e a quiromancia, que floresciam principalmente na Pérsia, foram levadas para o mundo inteiro também pelos ciganos, que continuaram estudando e aperfeiçoando conhecimentos a respeito do assunto.

Nas artes mágicas em geral, dedicaram-se com afinco a tudo que se referia á Magia Branca, embora tivessem também conhecimentos de sua concorrente, a Magia Negra.

Assim, as Ervas e Simpatias Ciganas representam um conhecimento que se perde na noite dos tempos, de tão antigos que são. Preservados com carinho, não como concorrente das Simpatias Nacionais, mas como um novo acréscimo e uma nova contribuição.

Paracelsus revolucionou a medicina, viajando com os ciganos pela Europa e observando a maneira como utilizavam as ervas para curar as mais diversas doenças.

Por muito tempo esses conhecimentos foram utilizados com sucesso e apenas recentemente, a partir da metade deste século é que se deu tanto destaque, à custa de volumosos investimentos publicitários, aos remédios ditos alopáticos.

A medicina mágica dos ciganos, no entanto, tem múltiplas facetas e a da cura pelo contato com as plantas é uma das mais interessantes e pouco conhecidas.

As simpatias ciganas para a saúde não diferem muito das simpatias tradicionais, até porque tiveram a mesma origem. Em suas viagens, os ciganos aproveitavam-se dos recursos disponíveis em cada nação. Com isso, amealharam um conhecimento muito vasto sobre o assunto, já que engloba conhecimentos de diversos países ao mesmo tempo.

Particularmente aqui no Brasil, não vemos utilidade em apresentar simpatias que utilizem ingredientes ou elementos que somente são encontrados em países da Europa, por exemplo, porque não seriam utilizadas por ninguém.

Dessa forma, foram selecionado aquelas que, tendo sua origem aqui mesmo, incorporaram elementos da magia e do conhecimento cigano sobre a saúde e a harmonia física e mental, que entendemos os ciganos estão intimamente ligadas.

Os ciganos sempre utilizaram, para preparar suas simpatias, recipientes de louça, vidro ou metal, notadamente as vasilhas de cobre e bronze, jamais usando o alumínio, por nós considerado o metal falso por excelência, sem desmerecer a tecnologia hoje empregada na preparação do metal e na elaboração de utensílios. Trata-se apenas de uma tradição que procuramos respeitar.

Banhos:

Negócios: Benjoim, Canela, Cravo Da Índia, Louro.

Cura: Alecrim, Arruda, Canela, Cravo, Eucalipto, Hortelã, Lavanda, Maçã, Mirra, Rosa, Sálvia, Violeta.

Amor: Alecrim, Canela, Cominho, Coentro, Jasmim, Laranja, Lavanda, Limão, Lírio, Maçã, Manjericão, Verbena, Violeta.

Dinheiro: Amêndoa, Artemísia, Camomila, Cravo, Jasmim, Madressilva, Manjericão, Menta, Trigo.

Proteção: Alecrim, Angélica, Arruda, Boca De Leão, Artemísia, Erva Doce, Louro, Verbena.

Purificação: Açafrão, Alfazema, Alecrim, Anis, Arruda, Hortelã, Lavanda, Limão, Louro, Mirra, Sabugueiro.


BANHO PARA O AMOR:
Ferva Poejo, Levante, Manjericão, Boldo, Pétalas de Rosa Branca e Amarela e 8 gotas de perfume de seu uso. Após o banho de higiene, jogue este chá da cabeça aos pés, coloque uma roupa clara.


BANHO PARA ATRAIR BENS MATERIAIS:
Após o banho de higiene, ou de limpeza com ervas, pegue 1 quilo de Açúcar e um pacote de canela em pó, misture, passe tudo pelo corpo e em seguida deixe somente cair água no corpo. Isto é feito no banho da manhã.


FONTE DE CONSULTA:
ERVAS, BANHOS E RITUAIS CIGANOS
(Prof.ª ROSE DE SOUZA)
________________________________________________________________________________

MEDITAÇÃO X NOVO PADRÃO DE FREQUÊNCIA
História

A meditação encontra-se entre dois polos: a concentração e a contemplação. É comumente associada a religiões orientais. Há dados históricos comprovando que ela é tão antiga quanto a humanidade. Não sendo exatamente originária de um povo ou região, desenvolveu-se em várias culturas diferentes e recebeu vários nomes. Floresceu no Egito (o mais antigo relato), na Índia, entre o povo Maia etc. Apesar da associação entre as questões tradicionalmente relacionadas à espiritualidade e essa prática, a meditação pode também ser praticada como um instrumento para o desenvolvimento pessoal em um contexto não religioso.


Etimologia
A palavra meditação vem do latim meditare, que significa "voltar-se para o centro” no sentido de desligar-se do mundo exterior e voltar a atenção para dentro de si. Em sânscrito é um idioma indiano, com uso litúrgico no hinduísmo, budismo e jainismo. O sânscrito faz parte do conjunto das 23 línguas oficiais da Índia. É chamada dhyana e é obtida pelas técnicas de dharana (concentração). Na língua chinesa, dhyana tornou-se Ch'anna, termo que sofreu uma contração e tornou-se Ch'an (Zen, em japonês). Em páli, é jhana. Significa: "concentrar intensamente o espírito em algo".

Definição:
A meditação costuma ser definida das seguintes maneiras:

*Um estado que é vivenciado quando a mente se torna vazia e sem pensamentos;

*Prática de focar a mente em um único objeto (por exemplo: em uma estátua religiosa, na própria respiração, em um mantra);

*Uma abertura mental para o divino, invocando a orientação de um poder mais alto;

*Análise racional de ensinamentos religiosos (como a impermanência, para os Budistas)

*Processo de introspecção que permite ao ser conectar o Tudo com o Todo ampliando seus níveis de consciência promovendo a iluminação.


Mestres conhecidos na meditação:
Gautama
Yogananda
Shankar
Aurobindo
Krishnamurti
Osho

TUDO É MENTAL!

O TODO É MENTAL!NÓS SOMOS CRIAÇÃO DA MENTE DIVINA, CONECTADOS POR UMA MANTA ENERGÉTICA CHAMADA EGRÉGORA.
____________________________________________________________________
NOVO PADRÃO DE FREQUÊNCIA
Mudanças em nós com novo padrão frequência
Núcleo Trigueirinho

1. Mudança no padrão de sono
Perturbações durante o sono, pés quentes, acordar duas ou três vezes durante a noite. Sentir-se cansado e com sono depois de acordar. Adormecer e acordar durante o dia. O Padrão de 3 Sonos, que acontece frequentemente a muitas pessoas caracteriza-se por: dormir cerca de 2-3 horas, acordar, voltar a adormecer mais 2-3 horas, acordar de novo, voltar a adormecer mais 2-3 horas. Outras pessoas viram alterar-se as suas necessidades de sono, passando a dormir menos. Ultimamente, algumas pessoas sentem enormes ondas energéticas percorrendo o seu corpo a partir do coronário (centro energético no alto da cabeça). Estas ondas podem afetar o sono.

Conselho: Habitue-se. Pacifique-se com essa energia e não se preocupe se não dormir o suficiente (preocupação que, por vezes, pode causar mais insônia). Será capaz de suportar bem o dia se pensar que tem a quantidade certa do que necessita. Também pode pedir ao seu Eu Superior que, de vez em quando, lhe dê um intervalo para poder ter um sono reparador. Se, durante a noite, não conseguir adormecer, aproveite esse tempo para meditar, ler poesia, escrever o seu diário ou olhar para a Lua. O seu corpo ajustar-se-á ao novo padrão.

2. Atividade do chakra coronário(alto da cabeça)
Sensações de tilintar, comichão, formigamento e arrepios no couro cabeludo e/ou na coluna. Sensação de vibração energética no topo da cabeça, como se a energia jorrasse em chuveiro. Poderá sentir pressão na coroa, como se alguém estivesse a pressionar um dedo contra o centro da cabeça. Como referido no ponto 1, vivemos enormes carregamentos de energia através do chakra coronário. Podemos sentir uma pressão mais generalizada, como se a cabeça estivesse dentro dum aparelho muito suave.

Conselho: Não se assuste. Trata-se da abertura do chakra da coroa. Tais sensações dizem-lhe que você está aberto a receber a energia divina.

3. Repentinas ondas de emoção
Choro convulsivo. Inesperadamente, sente-se zangado, deprimido, triste ou muito infeliz à mínima provocação. Emoções à solta. Muitas vezes a pressão ou as emoções congestionadas são sentidas no chakra do coração (no centro do peito), o que não deve ser confundido com o coração, localizado à esquerda do chakra do coração.

Conselho: Aceite os seus sentimentos como surgem, abençoe-os e deixe-os partir. Sinta a conteúdo emocional da energia no chakra do coração. Expanda-a para todos os seus campos e respire profundamente, desde o umbigo até a parte superior do peito. Sinta a emoção e deixe-a evaporar-se. Não dirija as emoções para ninguém. Você está limpando o passado. Se necessitar de ajuda, diga em voz alta que pretende largar todo esse velho material e peça ajuda ao seu Eu Superior. Também pode pedir aos Anjos da Graça (energia branco cristal) que o ajudem a soltar estas emoções, fácil e suavemente. Agradeça por o seu corpo estar soltando estas emoções, não as retendo dentro de si, o que poderia provocar danos. Uma das nossas fontes sugere que a depressão está ligada às relações de «deixar ficar como está», de relações pessoais, profissionais, etc. que já não servem nem a nós, nem às nossas frequências.

4. Clarificação de Carma
Velhos conteúdos parecem estar ressurgindo, como descrito acima, ressurgindo em sua vida as pessoas envolvidas nesses episódios. Casos de encerramento de processo. Ou talvez você precise trabalhar o seu amor-próprio, abundância, criatividade, apegos, etc. Começarão a aparecer os recursos ou as pessoas de que necessita para auxiliar neste trabalho.

Conselho: O mesmo do que para Ponto 3. E ainda: não se envolva demasiado na análise destas situações, pois isso fará com que volte para eles, novamente, cada vez a níveis mais profundos. Peça ajuda de um terapeuta, se necessitar, e avance. Não tente evitar nem «passar ao lado» destas «memórias». Abrace o que aparecer e agradeça por isso contribuir para o seu desenvolvimento. Agradeça ao seu Eu Superior por lhe dar a oportunidade de se livrar destes «resíduos». Lembre-se, você não quer que eles continuem no seu DNA.

5. Alteração no peso corporal
O excesso de peso adquirido pela população é, em geral, extraordinário. Outros setores da população podem, pelo contrário, estar perdendo peso. Geralmente, ganhamos peso porque muitos medos reprimidos estão voltando para serem tratados. Reagimos construindo defesas, tentando ancorar-nos ou obter massa corporal, de forma a não permitir que a frequência no corpo aumente.

Conselho: Não seja teimoso. Aceite isto como um sintoma do que está se passando com você. Perderá ou ganhará peso, quando todos os seus medos forem integrados. Solte a sua ansiedade. Depois, talvez constate que será mais fácil perder ou ganhar peso.

Exercício: Antes de começar a comer, experimente o seguinte: sente-se à mesa, posta com um aparelho de louça bonito. Acenda uma vela. Aprecie a aparência da comida. Coloque a sua mão dominante no coração e abençoe o alimento. Diga ao seu corpo para usar o alimento para se alimentar corretamente, em vez de usar a comida para alimentar as suas zangas emocionais. Depois, passe a mão, da esquerda para a direita, por cima do alimento, abençoando-o. Poderá notar que a comida parece quente à sua mão, mesmo que seja um prato frio. Repare que quando abençoamos a comida, não comemos tanta quantidade. Outra coisa que poderá fazer enquanto come é não ver TV ou ler. Aprecie saudavelmente a bênção que está à sua frente.

6. Mudanças nos hábitos alimentares.
Desejos estranhos e escolhas esquisitas.
Há quem sinta mais fome ou menos fome do que anteriormente.

Conselho: Não negue o que o corpo lhe pede. Se não tiver a certeza, tente provar antes de escolher, para ver se é isso o que o corpo quer. Tente também abençoar os alimentos, como descrito no ponto 5.

7. Intolerância e alergias a certo tipo de alimentos, que nunca teve antes. 
Conforme vai crescendo espiritualmente, você se torna mais sensível a tudo o que o rodeia. O seu corpo dir-lhe-á o que já não tolera, como se também ele estivesse rejeitando o que já não lhe serve. Pode estar se limpando de toxinas. Certas pessoas descobrem um resíduo branco na boca, parecido com a baba de corredores no fim de uma corrida.

Conselho: Isso pode ser retirado esfregando (*) 2 colheres de azeite na boca, durante 10 a 15 minutos (não engula); depois cuspa para o vaso sanitário - não para o lavatório. Escove os dentes e, depois, limpe a escova.
(*)Nota Stela
Aconselho a leitura do texto sobre o bochecho
com óleo de girassol.

8. Amplificação dos sentidos.
Aumento de sensibilidade.
a) Perturbação na visão, objetos tremeluzentes, observação de partículas brilhantes, visão de auras em pessoas, plantas animais e objetos. Alguns relatam ver como transparentes os objetos normalmente opacos. Quando fecha os olhos já não vê escuridão, mas vermelhidão. Talvez veja formas geométricas, cores brilhantes e quadros quando tem os olhos fechados. As cores aparecem mais vivas. O céu pode parecer tingido ou a relva ter um verde espantoso. Conforme vai se tornando mais sensível, poderá ver formas ou riscos no ar, especialmente quando o quarto estiver mais escuro. Poderá ver formas brancas na sua visão periférica, quer com olhos abertos, quer com eles fechados.

Conselho: A sua visão está mudando de várias maneiras; está conhecendo novas formas de ver. Seja paciente. Aconteça o que acontecer, não se assuste. Visões nebulosas podem ser aliviadas desviando o olhar.

b) Aumento ou diminuição na capacidade auditiva. Audição de ruídos na cabeça, como «bips», sons, música ou sons eletrônicos. Há quem ouça água correndo, zunidos, barulhos ou toques. Há quem tenha o que se chama dislexia auditiva, ou seja, nem sempre consegue perceber o que os outros estão dizendo, como se não conseguisse entender a sua própria língua. Algumas pessoas ouvem vozes estranhas em sonhos, como se alguém lhes estivesse gritando ao ouvido. Nestes casos pode pedir à «isso» para ir-se embora, ou pedir ao plano angélico para tomar conta da situação. Mais uma vez, não há nada a temer.

Conselho: Renda-se. Deixe ir. Ouça. Os seus ouvidos estão se ajustando a novas frequências.

c) Intensificação do sentido do olfato, tato (toque) e/ou sabor. Há quem se aperceba de que passou a conseguir detectar o cheiro e o sabor dos aditivos químicos em alguns alimentos, de uma forma bastante desagradável. Por outro lado, alguns alimentos passam a ter um sabor maravilhoso. Para algumas pessoas, esta intensificação dos sentidos é tanto maravilhosa como divertida. Pode ser possível cheirar a fragrância de flores aqui e ali. Muitos místicos fazem-no. Aproveite.

9. Erupções da pele
Borbulhas, inchaços, acne, urticária e herpes. A ira produz perturbações à volta da boca e queixo. Certa pessoa teve uma dermatite nas extremidades durante vários meses, enquanto curava um episódio do seu passado. Quando saneou a maior parte desse material, o problema foi resolvido.

Conselho: Poderá estar deixando sair toxinas e trazendo emoções à superfície. Quando existe material que deve ser liberado e você tenta reprimi-lo, a sua pele expressará a situação por si, até que se decida a trabalhar as emoções.

10. Alternância entre vigor e cansaço
Episódios de energia intensa que o fazem querer saltar da cama e agir, seguidos por períodos de letargia e cansaço. O cansaço, normalmente, segue-se a grandes mudanças. Aceite, pois este é um tempo de integração.

Conselho: Flua com a natureza da energia. Não a combata. Seja gentil consigo. Durma a sesta, se estiver cansado. No caso de sentir muita energia e não conseguir dormir, escreva pensamentos ou um romance. Tire vantagem do tipo de energia.

11. Alterações na oração ou na meditação
Talvez não sinta as sensações habituais. Não tem a mesma experiência no contato com o Espírito. Dificuldade em concentrar-se.

Conselho: Talvez tenha passado a estar em comunhão com o Espírito mais frequentemente e durante mais tempo. A sensação pode ser diferente, mas acabará por se adaptar a ela. Na verdade, você passou a pensar e agir em conformidade com o Espírito. Poderá notar que os seus períodos de meditação são agora mais curtos.

12. Ondas de energia
De repente, sente-se percorrido por energia da cabeça aos pés. É uma sensação momentânea e pouco confortável. Por outro lado, algumas pessoas sentem um frio inexplicável. Se você for um trabalhador de energia, deve ter reparado que o calor que corre nas suas mãos aumentou consideravelmente. Isto é bom.

Conselho: Se sentir desconforto, peça ao seu Eu Superior para aumentar ou diminuir a temperatura.

13. Sintomas variados
Dores de cabeça, dores de costas, dores de pescoço, sintomas de constipação (chamada «constipação de vibração»), problemas digestivos, danos musculares, aceleração dos batimentos cardíacos, dores no peito, alterações no desejo sexual, dores nos membros, vocalizações ou movimentos de corpo involuntários. Há quem tenha que se defrontar e solucionar certos episódios da infância. Relaxe. São sintomas temporários.

14. Rejuvenescimento
Tornar-se-á cada vez mais leve à medida que for limpando o material emocional, libertando crenças limitadoras assim como bagagem pesada do passado. A sua frequência aumentou. Ama-se mais, assim como ama mais a vida. Comece a mostrar a perfeição que você realmente é.

15. Sonhos vivos
Por vezes, os sonhos são tão reais que acorda confuso. Também pode ter sonhos lúcidos, nos quais está no controle: você sabe que não está «sonhando»; o que está acontecendo é de alguma forma real. Muitos sonhos poderão ser místicos ou trazer mensagens. Lembrar-se-á daquilo que for importante para si. Não force nada. Acima de tudo, não tenha medo.

16. Acontecimentos que alteram
completamente a sua vida
Morte, divórcio, mudança no trabalho ou de emprego, perda de casa, doença, e/ou outras catástrofes - por vezes, várias de uma só vez. Trata-se de forças que o obrigam a desacelerar, simplificar, mudar, reexaminar o que você é, assim como o que a sua vida lhe diz. Forças que não pode ignorar, que o obrigam a desapegar-se, que o acordam para o amor e compaixão por tudo.

17. Libertação
Desejo de cortar com todos os padrões restritivos: empregos, estilos de vida consumistas e pessoas ou situações tóxicas. Necessidade de «se encontrar» e de encontrar o propósito da sua vida - Agora! Quer ser criativo e livre para ser aquilo que é, na verdade. Apetência para as artes e a natureza. Desejo de cortar com coisas e pessoas que já não lhe dizem nada.

Conselho: FAÇA-O!

18. Confusão mental e emocional
Sentimento de que precisa arrumar a sua vida, pois está uma confusão. Mas, ao mesmo tempo, sente-se caótico e incapaz de o fazer, de se concentrar. Veja o Ponto 45.

Conselho: Concentre-se no seu coração e ouça o seu próprio discernimento.

19. Introspecção, solidão e perda de interesse por atividades no exterior.
Este estado apareceu de surpresa a muitos extrovertidos que, antes, se viam envolvidos em diversas atividades. Agora dizem: «Não sei por que, mas já não gosto tanto de sair como antes».

20. Manifestações de criatividade
Recepção frequente de imagens, ideias, música e outras inspirações criativas. Conselho: Pelo menos registre estas inspirações, porque o Espírito está falando com você sobre como poderá preencher o seu propósito e contribuir para a regeneração do planeta.

21. Percepção de que o tempo está acelerando
Tem essa impressão porque sofreu muitas e frequentes alterações na sua vida. A quantidade de alterações parece estar aumentando.

Conselho: Repartir o dia em encontros e segmentos temporários, aumenta o sentido de aceleração. Pode abrandar o tempo relaxando no momento presente e prestando atenção ao que tem em mãos, sem antecipar os acontecimentos. Abrande e diga para si mesmo que tem bastante tempo. Peça ajuda ao seu Eu Superior. Mantenha-se atento ao presente. Tente passar de uma atividade a outra. Centre-se no seu guia interior.

22. Premonição
Um sentimento de que algo vai acontecer, que pode criar ansiedade. Conselho: Não há nada com que se preocupar. As coisas acontecem mesmo, mas a ansiedade só lhe criará mais problemas. Não há nada a temer.

23. Impaciência 
Sabe o que fazer, mas, por vezes, isso não ajuda. 
Quer resolver o que lhe parece estar no seu caminho. Reconhece que as incertezas são desconfortáveis.

Conselho: Aprenda a viver com incertezas sabendo que nada lhe aparecerá à sua frente, se não estiver pronto. A impaciência é, na realidade, uma falta de confiança, especialmente no seu Eu Superior. Quando focar o presente, verá milagres acontecerem.

24. Despertar
Talvez um interesse pelo Espírito surja, pela primeira vez, na vida. Uma chamada profunda para o significado da vida, para o seu propósito. Ligação espiritual e revelação. Um "constante desejo ardente" como lhe chama K.D. Lang. A vida mundana não preenche este vazio.

Conselho: Siga o seu coração, e o caminho ser-lhe-á mostrado.

25. Ser diferente dos outros
Um sentimento estranho de que tudo na sua vida parece novo e alterado, que deixou o seu eu antigo para trás. E deixou! Está muito maior que pode imaginar. E há mais para vir!

26. Ajudas de vários tipos
Aparecem «professores» em todo o lado, no momento certo, para ajudar à sua caminhada espiritual - pessoas, livros, palestras, filmes, acontecimentos, Mãe Natureza, etc. Estes «professores» podem parecer negativos ou positivos, mas, de uma perspectiva transcendente, são sempre perfeitos. Surgirá, precisamente, o que tiver que aprender. Conselho: Lembre-se de que nunca receberemos mais do que aquilo que estamos preparados para lidar. Cada desafio apresenta-nos uma oportunidade para provarmos a nossa maestria na superação.

27. Compreensão súbita
Encontro de uma pista espiritual, que faz sentido para si e que lhe «toca» nos mais profundos níveis. Repentinamente, obtém uma perspectiva que nunca tinha considerado. Tem fome de mais. Lê, partilha os conhecimentos com outros, faz perguntas e vai ao fundo para descobrir quem é e porque está aqui. Corre o risco filosófico de se perguntar «Por que Existo?».

28. Rapidez de aprendizagem
Aprende depressa.
Sente que está «captando» muito rapidamente.
Conselho: Lembre-se que as coisas lhe chegarão quando estiver pronto para lidar com elas. Não antes. Lide corajosamente com o que for surgindo e, assim, avançará rapidamente.

29. Presenças invisíveis
Algumas pessoas dizem que, à noite, se sentem rodeadas por seres, ou têm a sensação de serem tocadas ou de que «alguém» lhes fala. Por vezes, acordam. Outras pessoas sentem as órbitas oculares vibrarem. Estas vibrações são causadas pelas mudanças energéticas, depois de feita a limpeza emocional.

Conselho: Este é um assunto sensível, mas talvez se sinta melhor se, antes de adormecer, abençoar a sua cama e o espaço à sua volta. Adormeça, na certeza que está rodeado pelos mais magníficos seres espirituais e que está em segurança, ao cuidado de Deus. Não se culpe por ter medo de vez em quando.

30. Presságios, visões, números e símbolos
Vê coisas a que dá significado espiritual. Repara na sincronicidade dos números. Tudo tem uma mensagem se se der ao trabalho de reparar.

31. Intensificação de integridade
Reconhece que é tempo para viver e falar a sua verdade. Subitamente, parece-lhe importante ser mais autêntico, mais você mesmo. Talvez tenha que dizer «não» a pessoas a quem tentou agradar no passado. Achará intolerável manter-se num casamento, emprego ou lugar, que já não se coaduna com o que você é atualmente. Igualmente, talvez se dê conta de que já não tem nada a esconder ou segredos a manter. A honestidade torna-se importante em todos os seus relacionamentos.

Conselho: ouça o seu coração. Se o seu interior lhe disser para não fazer algo, fale alto e aja.

Diga «não». Da mesma forma deverá dizer «sim» àquilo que considera válido. Deve arriscar-se a não agradar aos outros, sem culpas, de forma a atingir a soberania espiritual.

32. Harmonia com épocas e ciclos
Sente-se mais sintonizado com as estações do ano, fases da lua e ciclos naturais. Maior entendimento sobre o seu lugar no mundo. Uma forte ligação à Terra.

33. Desarranjos elétricos e mecânicos
Com você por perto, as luzes se apagam, o computador trava ou o rádio perde a sintonia.

Conselho: Chame os seus anjos ou guias para os arranjar, ou colocarem um campo protetor nas máquinas. Imagine o seu carro rodeado de luz azul. Aprenda a rir...

34. Aumento da sincronicidade
Se ocorrem muitos pequenos milagres... espere por mais!

Conselho: Situações sincronizadas dizem-lhe que está agindo na direção certa ou fazendo as escolhas acertadas. O espírito usa a sincronicidade para se comunicar com você. Começou a viver os milagres diários. Veja ponto 30.

35. Desenvolvimento das habilidades intuitivas e alteração de estados de consciência
Pensar em alguém e imediatamente saber desse alguém. Mais sincronismo. Ter percepções internas sobre padrões ou acontecimentos passados. Ver o futuro, ter experiências fora do corpo e outros fenômenos físicos. Intensificação da sensibilidade e do conhecimento. Entender a sua própria essência e a dos outros.

36. Comunicação com o Espírito
Contato com anjos, guias espirituais e outras entidades divinas. Canalizar informação. Cada vez mais pessoas parecem estar recebendo esta oportunidade. Sentir inspiração e obter informação, que toma a forma de escrita, pintura, ideias, comunicações, dança, etc.

37. Sentimento de Unidade
Experiência direta de União. Conhecimento transcendente. Compaixão e amor por tudo o que vive. Compaixão desligada ou amor incondicional por tudo, o que nos leva a mais altos níveis de consciência e júbilo.

38. Alegria e bênção
Um profundo e permanente sentido de paz e acompanhamento.

39. Integração
Torna-se mais forte e mais leve emocional, psicológica, física e espiritualmente. Sensação de alinhamento com o Eu Superior.

40. Viver o seu propósito
Sabe que está, finalmente, fazendo aquilo que o trouxe à Terra. Novas aptidões e dons estão emergindo, especialmente os de recuperação da saúde. A sua vida/trabalho está, agora, convergindo e começando a fazer sentido. Vai usar, finalmente, todas estas aptidões.

Conselho: ouça o seu coração. A sua paixão leva-o para onde deve estar. Deixe-se ir e pergunte ao seu Eu Interior: «O que queres que eu faça?» Preste atenção às sincronicidades. Ouça.

41. Sentir-se mais perto dos animais e plantas
Para algumas pessoas, os animais parecem ser mais «humanos» no seu comportamento. Os animais selvagens mostram menos medo. As plantas respondem ao amor e à atenção que você lhes dá, agora mais que nunca. Algumas até podem ter mensagens para você.

42. Visualização de seres de outras dimensões
O véu entre dimensões é cada vez mais fino, pelo que este fato não surpreende. Mantenha-se no seu posto. Dado que você tem mais poder do que imagina, não receie nada. Peça ajuda aos seus guias, no caso de sentir que escorrega para o medo.

43. Refinamento da visão
Visão de formas mais verdadeiras das pessoas; visão de pessoas queridas com uma face diferente - vida passada ou vida paralela.

44. Manifestação física de pensamentos e desejos
Tudo isto passa a ocorrer de forma mais rápida e eficiente.

Conselho: Controle os seus pensamentos. Pois todos eles são orações. Tenha cuidado com o que pede.

45. Hemisfério esquerdo confuso
As suas habilidades físicas, o seu saber intuitivo, os seus sentimentos e compaixão, a sua forma de sentir o corpo, a sua visão, a sua expressão, todos emanam do lado direito do cérebro. Para que esta parte do cérebro se desenvolva melhor, o lado esquerdo do cérebro deve «abrandar». Normalmente, a capacidade do hemisfério esquerdo de ordenar, organizar, estruturar, alinhar, analisar, rever, precisar, concentrar, resolver problemas e aprender matemática domina o nosso menos valorizado cérebro direito. Daqui resultam: lapsos de memória, colocação de palavras na sequência errada, falta de habilidade ou falta de vontade de ler durante muito tempo, falta de concentração, esquecer-se do que ia dizer, impaciência com formas lineares de comunicação (áudio ou escrita), dispersão, perda de interesse em investigar ou em informação complexa; sentimento de ser bombardeado com palavras, conversas e informação. Relutância em escrever. Por vezes sente-se «obtuso» e não tem interesse em analisar, viver discussões intelectuais ou investigar. Por outro lado, pode se sentir inclinado ao que tem significado: vídeos, revistas com fotografias, trabalhos artísticos, filmes, música, escultura, pintura, estar com pessoas, dançar, jardinagem, andar a pé e outras formas de esforço muscular. Pode procurar informação espiritual ou até ficção científica.

Conselho: Se permitir que o seu coração e o lado direito cerebral o orientem, o cérebro esquerdo será ativado apropriadamente para ajudá-lo. Um dia, estaremos bem equilibrados, usando ambos os hemisférios com maestria.

46. Vertigens
Isto acontece quando não está estabilizado. Talvez tenha acabado de limpar uma grande carga emocional e o seu corpo esteja se ajustando ao seu estado mais «leve».

Conselho: «Aterre» comendo proteínas. Algumas vezes, os «alimentos que consolam» são os certos. Não rotule nenhum tipo de comida como boa ou má para si. Utilize a sua intuição para saber do que necessita em dado momento. Tire os sapatos e ponha os pés na relva, por uns minutos.

47. Quedas, acidentes, fraturas
O seu corpo não está estabilizado ou talvez a sua vida esteja desequilibrada. Talvez o corpo esteja lhe dizendo para abrandar, examinar certos aspectos da sua vida ou a resolver certos bloqueios. Procure o significado da mensagem.

Conselho: Caminhe na terra ou na relva; ou melhor, deite-se na grama com um cobertor por cima. Sinta a terra por baixo. Passeie na natureza. Abrande e preste atenção. Veja o que está a fazer. Sinta os sentimentos quando estes brotam. Fique no presente. Cerque-se de luz azul quando se sentir confuso.

48. Palpitações cardíacas
Um coração apressado geralmente é acompanhado por uma abertura. Só dura alguns momentos e quer dizer que o coração está se equilibrando depois de uma libertação emocional.

Conselho: Consulte o seu médico ou terapeuta sempre que for preciso ou não se sinta bem.

49. Crescimento rápido de cabelo e unhas
Significa que está sendo utilizada mais proteína no corpo.

50. Desejo de encontrar o (a) seu (sua) parceiro (a) certo (a)
Mais que nunca, a ideia de que podemos ter uma relação ideal parece mais desejada. Conselho: A verdade é que devemos ser o tipo de pessoa que queremos atrair. Temos que gostar de nós e do lugar onde nos encontramos agora, antes de podermos atrair um parceiro mais «perfeito». O trabalho começa em casa: retenha o desejo por aquela pessoa no seu coração, mas sem apego. Espere que algum dia irá encontrar alguém que se ajuste mais a si, mas não mantenha expectativas de quem será e de como se passará. Centre-se, antes do mais, em limpar a sua vida e ser a pessoa que quer ser. Seja feliz agora. Goze a vida. Depois verá...

51. Memórias
Memórias de superfície, memórias de corpos, memórias suprimidas, imagens de vidas passadas e/ou vidas paralelas. Porque estamos a harmonizar e a integrar todos os nossos «Eus», espere por alguma destas experiências.

Conselho: O melhor é prestar atenção só ao que lhe vem à mente. Deixe o resto, não analise tudo ao pormenor (senão ficará atolado de material antigo) e sinta os sentimentos conforme eles forem aparecendo. Peça ajuda aos seus guias.

Você está despertando?
Parabéns!!!!!
Texto enviado por Silvio Salzedas
(Núcleo Trigueirinho)
 Daniel Bruno Baeta
MESTRES CIGANOS ASTRAIS
AUTORA: SRA. RAMONA TORRES
TEXTO EXTRAÍDO E EMBASADO NO LIVRO
AUTORIZADO PELA AUTORA.
É com muita alegria no meu coração que apresentarei estas explicações sobre o Povo Cigano, escrita por uma Cigana, esta que nasceu em uma tenda, e que hoje honra e levanta a Bandeira Cigana, para todos que desejam conhecer a verdade do nosso Povo Cigano.
Este livro para mim, assim como os outros livros escritos pela Ramona Torres, eu indico como fonte de consulta, Mestre Ciganos Astrais é um presente para os esclarecimentos que buscamos.
Hoje irei apresentar somente a 1º parte deste livro, falar um pouco de cada Mestre, e a estrutura do Clã que cada Mestre dirige.

Sejam Bem-Vindos a Magia Cigana.
Prof.ª Rose de Souza.
Mas antes de começar a explanar sobre os Mestres e os 12 Clãs, é necessário que todos entendam que cada Clã Cigano tem a sua estrutura dividida em grupos. Cada grupo é chefiado por um Mestre, e cada Mestre é responsável um setor material, emocional e espiritual nas nossas vidas.
Estrutura do Clã Cigano Espiritual.

O 1º Grupo. É chefiado pela Cigana Sulamita, e ela é a responsável pela continuação de nossa raça, tendo como domínio principal os Partos. Sobre os partos (difíceis, amarrados e perigosos).

O 2º Grupo. É chefiado pela Cigana Carmem, responsável pelos males do amor, que é a mola que impulsiona o fator de continuação da raça e que move o mundo. Sobre estes males do amor. (abandono, contrariedades, casos de rivais e harmonização de casais).

O 3º Grupo. É chefiado pela Cigana Madalena, responsável pelo fator que atinge toda a humanidade, que são os problemas do sexo. Sexo que une e desune pessoas, causando amores e ódios. Sobre os problemas do sexo. (Timidez, conquista, medo e dificuldade para se entregar na vida sexual).

O 4º Grupo. É chefiado pela Cigana Esmeralda, a responsável pela fartura de alimentos, fator que atinge diretamente a sobrevivência de cada um. Ela também faz feitiços para os mais diversos fins com suas guloseimas. Sobre a fartura dos alimentos. (ela tanto faz quanto tira feitiços feitos com comida, para os mais diversos objetivos).

O 5º Grupo. É chefiado pelo Cigano Juan, o responsável por não deixar que os clãs, familiares ou não, sejam afetados por brigas e que ninguém guarde ódio ou rancor. É um Cigano harmonizador por excelência. Sobre a família. ( ele abranda e resolve casos de desavenças em família ).
O 6º Grupo. É chefiado pelo Cigano Artêmio, o responsável por consolar ciganos e gadjés ante os problemas da vida, e que trata dos Oraculadores, ledores de sina, imantando-os para evitar o desgaste de energia. Sobre as pessoas que precisam de consolo. (protege de inveja, ingratidão e desgastes de energia ledores de sina e oraculadores).

O 7º Grupo. É chefiado pelo Cigano mais célebre e amado nos Clãs deste mundo e do outro. Mais conhecido como “Reis dos Ciganos”, o Ciganos Wladimir é o Chefe Espiritual deste clã e também de todos os outros, já que não é permitido fazer nada sem o seu consentimento; por isso, ao evocar qualquer espirito cigano, deve-se pedir licença a Wladimir. Este Cigano é responsável pelo trabalho, porque sabe que o trabalho é uma das coisas mais importantes na vida de um ser, esteja no plano físico ou astral. Costuma ajudar a conseguir trabalho e “toma conta “da jornada astral”“. Wladimir tem grande preocupação com as mulheres, que são responsáveis pelo milagre da continuação da raça. Do 7º grupo comanda os outros, sendo aí consagrado porque o número 7 significa perfeição. Sobre o trabalho. (para conseguir emprego, mantê-lo e crescer nele).

O 8º Grupo. É chefiado pelo Cigano Manolo, que é responsável por conduzir situações e aconselhar os clientes, estando ele na aura de um médiun ou enviando insights do astral para várias pessoas que estejam precisando de conselhos. É o “papa” da capacidade analítica e comanda um grande grupo de Shuvanis, aptas para executar qualquer ordem para fazer encantamentos que ajudem aos que procuram em Manolo um mentor e conselheiro de fé.Sobre o dom de convencer. (oratória,capacidade analítica e bons conselhos).

O 9º Grupo. É chefiado pelo Cigano Sandro, que é responsável por fazer cálculos astrológicos e pelo uso de cristais em suas funções. É o que atende as pessoas marginalizadas que vivem na “noite”, dando atendimento específico e imantando-os, já que o desgaste de energia é grande nessas pessoas. Sobre Astrologia e cristais.(dá conselhos principalmente para as pessoas que trabalham na noite).

O 10º Grupo. É chefiado pela Cigana Natasha, que é responsável pela família, por harmonizar o amor e o sustento. Desfazendo brigas familiares, unindo os que se amam, fazendo com que seja um por todos e todos por um, também é a “madrinha” dos arrimos de família: ela os imanta, ajuda e aconselha, já que o desgaste que essa situação ocasiona é grande. Sobre a família, o amor e o sustento.(desfaz brigas entre familiares e ajuda os arrimos de família).

O 11º Grupo. É chefiado pela Cigana Yasmim, que é responsável pelas amizades, para que estas nunca se desfaçam, principalmente por brigas em que os motivos são de louvés. Não deixa que coisas terrenas interfiram no que considera vital, que é a existência dos círculos de amigos: ela julga que a amizade tem que passar por cima de todos os tipos de problema. Sobre a amizade.(brigas por motivos de louvés).

O 12º Grupo. É chefiado pelo Cigano Ramiro, que é responsável pelas transformações das situações por que estamos passando. Ramiro, por meio de conversas sérias, mostra para as pessoas que toda a situação – principalmente ruins – pode ser transformada em ensinamentos valiosos para a existência terrena. Sobre as transformações (pela transformação de situações difíceis por que estamos passando).

O Clã Cigano Espiritual também é calcado nos ensinamentos que buscam essencialmente extrair o que existe de melhor no sentimento de cada um, porque acredita-se que tudo que fazemos com consciência e amor só poderá nos levar até a Luz. Os 12 Mestres Espirituais têm a sua organização astral de maneira que, como já foi dito, cada um tem um domínio, porém isso não impede que os espíritos amigos ajudem a cuidar, elucidar e resolver problemas nos mais diversos setores.


TEXTO EXTRAÍDO DO LIVRO:
MESTRES CIGANOS ASTRAIS,
AUTORA: RAMONA TORRES
ESTE TEXTO FOI AUTORIZADO PARA O PROGRAMA MAGIA CIGANA.
APRESENTADO PELA PROF.ª ROSE DE SOUZA.
__________________________________________________________________

O PODER DAS PALAVRAS POSITIVAS.
Os pensamentos positivos, trazem as ações positivas
As coisas boas começarão a acontecer mais rápidas e com uma frequência maior.

Faz o seguinte, paute sua vida pela “solução”, porque os problemas sempre irão existir.

Comece a pensar em soluções para tudo, sempre abrindo pra varias soluções possíveis.

Em seu trabalho reavalie o que faz e pense como obter o mesmo resultado ou melhor de uma maneira mais eficiente.

Observe suas atitudes em sua vida social e veja quais as soluções pra melhorar seus relacionamentos com parentes, amigos e românticos.

Esse treinamento vai favorecê-lo a descobrir soluções para sua vida de uma maneira mais rápida e mais eficiente.

Não espere que tais “soluções” sejam implementadas de imediato e nem queira que as outras pessoas as sigam porque chegou a essa ou aquela conclusão.

Quando for viável esteja aberto às opiniões conflitantes e até mesmo que não sejam implementadas.

Nas soluções que reportarem exclusivamente a você implemente-as dentro de um planejamento consistente e viável.
APRENDA S SER POSITIVO SEMPRE.
A linguagem dirige nossos pensamentos para direções específicas e, de alguma forma, ela nos ajuda a criar a nossa realidade, potencializando ou limitando as nossas possibilidades. A habilidade de usar a linguagem com precisão é essencial, não só para uma boa comunicação com humanos, mas também com os Mestres Ascensos, os Anjos e os Elohim de Deus.

Existem duas maneiras-chave pelas quais a mente recebe os dados dos sentidos com os quais criamos essas imagens. Uma é pelo que vemos e, a outra, é a da linguagem que ouvimos. Essa é conhecida como Imagem verbal, que tem um efeito poderoso no comportamento humano.

Como usar isso conscientemente para nos comunicarmos de maneira mais clara?

Quando uma pessoa ouve palavras, o cérebro imediatamente processa esse "dado sensorial" como uma imagem. Frequentemente, a imagem criada no cérebro é contrária à ideia que as pessoas estão tentando comunicar.

Na verdade, muitas vezes, é exatamente o oposto! Entretanto, em todas as áreas da comunicação humana torna-se importante, senão crítico, escolher conscientemente palavras para criar o efeito desejado que estamos procurando numa dada situação.

Uma mãe dirige-se ao filho e diz as seguintes palavras:
"Agora, querido, não derrame seu leite!"
Qual é a imagem visual criada imediatamente na mente da criança?
Claro: leite derramado!
Aqui estão algumas das palavras negativas mais usadas: 
Não posso, Não, Não devo, Evitar e Nunca.

É útil tornar-se consciente de quando e como você usa essas palavras. Quanto mais consciente você está, mais o seu cérebro começará a oferecer alternativas!

Existe um segundo fator em relação a como nossa mente lida com essas imagens que é importante entender. O cérebro opera com um processo interno conhecido como Dissonância Cognitiva que trabalha em conjunto com a imagem visual, uma vez que uma imagem é criada, o cérebro procura transformar aquela visão em realidade.
Com essa ideia em mente, pense no exemplo passado.
A criança estava "imaginando" o leite derramando pela mesa. O que você acha que acontecerá depois? Em alguns segundos, o braço da criança baterá "acidentalmente" no copo e o leite se derramará, porque num nível inconsciente o cérebro, através do mecanismo de dissonância cognitiva, está procurando trazer para a realidade a imagem visual que ele está vendo! Embora a mãe repreenda a criança por "não prestar atenção", a criança, verdadeiramente, estava prestando muita atenção a exatamente o que a mãe disse!
COMO CRIAR IMAGENS MENTAIS POSITIVAS
Imagens Mentais Positivas são a meta de qualquer pessoa que está, conscientemente, escolhendo suas palavras para comunicar uma ideia de maneira correta. Aqui está um exemplo para ilustrar este ponto que inclui duas imagens mentais que devem ser ajustadas de imagens negativas para positivas...

Um professor faz a seguinte declaração:
"Não cometa muitos erros ou você não passará no teste!"
Estão sendo criadas duas imagens: erre e falhe!
Ao invés disso, o professor poderia ter falado...
"Certifique-se de acertar o máximo que você puder, e
 você receberá uma nota excelente no teste!"

Conscientemente, escolher com cuidado que palavras usar pode parecer estranho no princípio. Essa estranheza é resultado de fazer algo diferente do que lhe é familiar. Fazendo uma analogia, lembre-se da primeira vez que você andou de bicicleta. Isso pode ter sido extremamente estranho no início. Eventualmente, no entanto, foi se acostumando e, então, andar de bicicleta tornou-se algo completa­mente natural para você.
Exemplo:
Frase: "Não saia sem o seu casaco".

Refazendo a Frase: "Lembre-se de levar seu casaco se for sair".
OS 10 AUXILIARES LINGUÍSTICOS:
1) CUIDADO COM A PALAVRA "NÃO".
A frase que contém a palavra "NÃO", para ser compreendida, traz à mente o que está junto com ela. O "NÃO" existe apenas na linguagem e não na experiência.

Por exemplo: pense em "NÃO"... Não vem nada à mente.

Agora, vou lhe pedir não pense na cor vermelha... Eu pedi para você "NÃO" pensar na cor vermelha e você provavelmente pensou.

Procure falar no positivo, diga o que você quer e não o que você não quer, por exemplo: uma pessoa diz a outra, "Não mexa no meu computador", ele deveria dizer algo como ..."No meu computador só quem mexe sou eu", ou "Você está proibido de mexer em meu computador".

2) CUIDADO COM A PALAVRA "MAS", QUE NEGA TUDO O QUE VEM ANTES. Por exemplo: "O Pedro é um rapaz inteligente, esforçado, MAS...". Substitua o MAS por E, quando indicado.

3) CUIDADO COM A PALAVRA "TENTAR", QUE PRESSUPÕE A POSSIBILIDADE DE FALHA.

Por exemplo: "Vou tentar encontrar com você amanhã às 8 horas".

Em outras palavras: Tenho grande chance de não ir, pois vou "tentar". Evite TENTAR quando quiser fazer algo, afirme que fará, e faça.

4) CUIDADO COM A PALAVRAS "DEVO", "TENHO QUE" ou "PRECISO", que pressupõem que algo externo controla sua vida. Em vez delas use "QUERO", "DECIDO", "VOU".

5) CUIDADO COM "NÃO POSSO" ou "NÃO CONSIGO" que dão a ideia de incapacidade pessoal.

Use "NÃO QUERO", "DECIDO NÃO", ou "NÃO PODIA", "NÃO CONSEGUIA", que pressupõe que vai poder ou conseguir.

6) Fale dos problemas ou descrições negativas de si mesmo, utilizando o tempo do verbo no passado ou diga ainda. Isto libera o presente.

Por exemplo: “eu tinha dificuldade de fazer isso”; “não consigo ainda.”
A palavra "ainda", pressupõe que vai conseguir.
7) Fale das mudanças desejadas para o futuro utilizando o tempo presente do verbo. Por exemplo: em vez de dizer "Vou conseguir", diga "Estou conseguindo".

8) Substitua o "SE" por "QUANDO".
Por exemplo: em vez de falar "Se eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar", fale "Quando eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar".
“Quando” pressupõe que você está decidido.
9) Substitua "ESPERO" por "SEI".
Por exemplo: em vez de falar "Eu espero aprender isso", diga "Eu sei que vou aprender isso". ESPERAR suscita dúvidas e enfraquece a linguagem.

10) Substitua o CONDICIONAL pelo PRESENTE.
Por exemplo: Ao invés de dizer "Eu gostaria de agradecer à presença de vocês", diga "Eu agradeço a presença de vocês".
O verbo no presente fica mais forte e concreto.
Falar corretamente é muito importante.
O que nos diferencia dos animais é o som ordenado que transmite a sabedoria, o conhecimento e a capacidade de comunicação com Deus e seus Anjos.

Quando estamos evoluindo neste ser humano que tem de se tornar um Deus em Glória e Poder, temos que ter em mente que aprender a falar corretamente, positivamente, claramente, sem gírias ou palavrões é um caminho para o controle de nossas faculdades, utilizando assim, um pouco daquela capacidade que desprezamos ao utilizarmos um décimo de nosso Poder divino. 
Diga:
Eu crio / estou criando
Eu faço / estou fazendo
Eu manifesto / estou manifestando
Eu realizo / estou realizando
Eu tenho a intenção de
Eu sou feliz
Eu tenho saúde
Eu tenho tudo o que preciso
Eu estou sempre protegido
Eu consigo / estou conseguindo
Eu desejo
Eu quero
Eu decido
Eu Sou a manifestação da felicidade
É minha intenção que (...) se realize sem esforço.
Repita todos os dias:
Sei que existe alguma coisa para eu aprender, alguma coisa que devo mudar.

Acredito que estou sendo guiado, que estou cumprindo minha missão, portanto vou procurar o que devo aprender, sem julgamentos, seguindo o fluxo.

Peço que todas as minhas mudanças venham com alegria, segurança e harmonia. Este é o meu decreto.

Ele abrange tudo aquilo que eu quero em minha evolução: eu vivo com alegria, segurança e harmonia.

Por isso, sigo essa energia e vejo o que está mudando para mim e o que eu preciso abandonar.

Eu posso mudar tudo aquilo que desejar.

Tenho coragem, força e saúde para isso, e recebo o Amor Divino com o coração aberto.

Quero acelerar minha evolução pessoal.

Quero que meu Espírito me ajude a aumentar minhas capacidades. Quero que o meu corpo se regenere constantemente.

Quero emanar saúde.

Quero abandonar as dificuldades para ser um exemplo vivo daquilo que a humanidade pode atingir.

Eu assumo a responsabilidade por tudo em que estou envolvido.

Eu assumo a responsabilidade por tudo o que acontece comigo.

Se não gosto do que acontece comigo, vou perceber que crio coisas que não gosto para chamar minha atenção para algo que não consigo ver e assim poder mudar o que realmente não funciona para mim."
Quando precisar muito de alguma coisa, peça:
"Universo (ou Deus), eu quero trabalhar com você. Providencie-me (...) e mostre-me o que fazer. Conceda-me a oportunidade de viver a minha Luz, dizer a minha verdade e ser portador da Luz em todo o mundo."

Tenha em mente seu potencial disponível e diga ao Universo o que quer como pagamento, desde que não seja prejudicial a ninguém e seja para a evolução. Esteja atento a todos os sinais que apareçam: pessoas que falam alguma coisa que tem a ver com o seu pedido, placas na rua com uma palavra, um filme na TV, enfim, esteja aberto a reconhecer a resposta. Se surgir uma oportunidade de ir a algum lugar, não pense "Ah, não tenho dinheiro".

Vá! As coisas mais estranhas acontecem... Não tenha preocupações com o que vai acontecer ou com a aparência das coisas. Esteja preparado para enfrentar situações que sua mente lógica não aceita: "não posso fazer isso", "isso é loucura"! "preste atenção". Apenas diga: "Eu recebo orientação divina. Eu desejo uma aceleração.

Eu tenho intenção de trabalhar nisso, minha capacidade está cada vez maior e me atiro nessa oportunidade. Sinto que estou agindo de forma correta pois sou protegido pelo Amor Divino e Ele tudo faz pelo meu bem estar. Vou em frente." Claro, você não deve fazer se você sentir que não é positivo! Não use o raciocínio, a lógica; use a sua intuição.

Questione todas as pessoas que quiserem que você aceite as verdades delas como absolutas; ouça outras opiniões, sinta se as coisas soam bem, agradáveis. Ninguém tem o direito de fazer você depender de ninguém, e a decisão do que deve ser feito é sempre sua. As pessoas lhe dão as informações, mas é você quem decide o que fazer com elas - você está encarregado de viver a sua própria vida!
_____________________________________________
VOCÊ PODE CURAR A SUA VIDA.
LOUISE HAY
ALGUNS PONTOS DA FILOSOFIA
Somos todos 100 por cento responsáveis por nossas experiências.
Cada pensamento que temos está criando nosso futuro.
O ponto do poder está sempre no momento presente.
Todos sofrem de culpa e ódio voltados contra si próprios.
A frase-chave de todos é: "Não sou bastante bom".
É apenas um pensamento e um pensamento pode ser modificado.
Ressentimento, crítica e culpa são os padrões mais prejudiciais.
A liberação do ressentimento pode remover até o câncer.
Quando realmente amamos a nós mesmos, tudo na vida funciona.
Devemos nos libertar do passado e perdoar a todos.
Devemos estar dispostos a começar a aprender a nos amar.
A auto-aprovação e a auto-aceitação no agora são
a chave para mudanças positivas.
Cada uma das chamadas "doenças" em nosso corpo são criadas por nós.
Os portais da sabedoria e do conhecimento estão sempre abertos.
A vida na verdade é muito simples.
O que damos, recebemos
O que pensamos sobre nós torna-se verdade para nós. Acredito que todos, inclusive eu mesma, somos 100 por cento responsáveis por tudo em nossas vidas, desde o melhor até o pior. Cada pensamento que temos está criando nosso futuro. Cada um de nós cria suas experiências através dos pensamentos e emoções.

Os pensamentos que temos e as palavras que falamos criam nossas experiências. Criamos as situações e então abrimos mão de nosso poder culpando os outros pela nossa frustração. Nenhuma pessoa, nenhum lugar, nenhuma coisa tem poder sobre nós, pois "nós" somos os únicos pensadores em nossa mente. Criamos nossas experiências, nossa realidade e tudo o que há nela. Quando criamos paz, harmonia e equilíbrio em nossas mentes, os encontramos em nossas vidas.
Qual das seguintes afirmações é mais parecida com você?
"Tem gente querendo me pegar."
"Todos estão sempre dispostos a ajudar."
O Universo nos apoia totalmente em cada pensamento que escolhemos ter e acreditar. Colocado de outra forma, nossa mente subconsciente aceita tudo que escolhemos para acreditar, mas as duas formas significam que o que acredito sobre mim mesma e sobre a vida torna-se verdade para mim. O que você escolhe pensar sobre si mesmo e sobre a vida torna-se verdade para você. E nossas escolhas sobre o que podemos pensar são ilimitadas. Sabendo disso, faz sentido escolher "Todos estão sempre dispostos a ajudar", em vez de "tem gente querendo me pegar".
O poder universal jamais nos julga ou critica
Ele apenas nos aceita dentro do nosso próprio valor e depois reflete nossas crenças em nossas vidas. Se quero acreditar que a vida é solitária e ninguém me ama, isso é o que encontrarei em meu mundo. Todavia, se estou disposta a abandonar essa crença e afirmar para mim mesma: "O amor está em todos os lugares e eu sou amorosa e digna de amor", mantendo-me firme nessa nova declaração e repetindo-a com frequência, ela se tornará verdade para mim. Então pessoas amorosas entrarão em minha vida, as pessoas que já estão nela tornar-se-ão mais amorosas em relação a mim e eu me encontrarei expressando amor pelos outros com facilidade.
A maioria de nós tem ideias tolas sobre quem somos e muitas, muitas regras rígidas sobre como a vida deve ser vivida.
O objetivo dessa afirmação não é nos condenar, pois cada um de nós está fazendo o melhor possível neste instante. Se soubéssemos, se tivéssemos maior compreensão e percepção, poderíamos agir de modo diferente. Por favor, não se desmereça por estar onde está. O fato de você ter encontrado este livro estar escutando este conhecimentos é descobrir significa que está pronto para fazer uma nova modificação positiva em sua vida. Agradeça-se por isso. "Homens não choram!”; "Mulheres não sabem lidar com dinheiro!" Que ideias mais limitantes com que conviver.

Quando somos muito pequenos, aprendemos como devemos nos sentir em relação a nós mesmos e sobre a vida através das reações dos adultos à nossa volta

Esse é o modo como aprendemos o que pensar sobre nós mesmos e sobre nosso mundo. Ora, se você viveu com pessoas muito infelizes, medrosas, culpadas ou iradas, aprendeu muitas coisas negativas sobre você e seu mundo.
"Nunca faço nada direito”. 
“É tudo minha culpa”.
"Se eu ficar com raiva, sou uma pessoa má”.
Crenças desse tipo criam uma vida frustrante.
Quando crescemos, temos a tendência de recriar o ambiente emocional do lar onde passamos nossa infância

Isso não é bom ou mau, certo ou errado. É apenas o que conhecemos dentro de nós como "lar". Também temos a tendência de recriar nos nossos relacionamentos pessoais os mesmos relacionamentos que tínhamos com nossas mães ou pais, ou com o que existia entre eles. Pense quantas vezes você teve um namorado ou chefe "igualzinho" à sua mãe ou seu pai.

Também nos tratamos da forma como nossos pais nos tratavam. Repreendemo-nos e castigamo-nos da mesma maneira. Também nos amamos e nos encorajamos da mesma forma. Podem-se quase ouvir as mesmas palavras quando se presta atenção. Também nos amamos e nos encorajamos da mesma maneira se fomos amados e encorajados em crianças.
"Você nunca faz nada direito”. 
"É tudo sua culpa”.
 Quantas vezes você se disse isso?
“Você é maravilhoso “Eu te amo.”
Quantas vezes você se diz isso”?
Entretanto, eu não culparia nossos pais por isso
Somos todos vítimas de vítimas e de maneira nenhuma eles poderiam ter nos ensinado algo que não conheciam. Se seus pais não soubessem se amar, seria impossível ensinarem a você como se amar. Eles fizeram o melhor que podiam com o que lhes foi ensinado quando eram crianças. Se você deseja compreender melhor seus pais, peça-lhes para falar sobre sua própria infância. Se você ouvir com compaixão, aprender de onde vieram seus medos e padrões rígidos - As pessoas que lhe fizeram "tudo aquilo" estavam tão receosas e assustadas como você está agora.
Acredito que escolhemos nossos pais
Cada um de nós decide encarnar neste planeta em pontos específicos no tempo e no espaço. Escolhemos vir para cá com o intuito de aprender uma lição em particular que nos fará avançar no nosso caminho espiritual, na nossa evolução. Escolhemos nosso sexo, cor, país, e então procuramos o casal especial que refletir o padrão que estamos trazendo conosco para trabalhar durante esta vida. Então, quando crescemos, geralmente apontamos um dedo acusador para nossos pais e choramingamos: "Vocês me fizeram isso" porém, na verdade, os escolhemos porque eles eram perfeitos para a tarefa que queríamos executar nesta existência.

Aprendemos nossos sistemas de crenças ainda pequenos e depois vamos pela vida criando experiências que combinem com nossas crenças. Olhe para o passado e veja quantas vezes você passou pela mesma experiência. Bem, eu acredito que você criou e recriou essas experiências porque elas refletiam algo em que você acreditava sobre si mesmo. Não importa realmente há quanto tempo temos um problema, o seu tamanho ou o quanto ele é ameaçador.
O ponto do poder está sempre no momento presente
Todos os eventos que você experimentou em sua vida até este instante foram criados pelos pensamentos e crenças que manteve no passado. Eles foram criados pelos pensamentos e palavras que você usou ontem, na semana passada, no mês passado, no ano passado, há 10, 20, 30, 40 anos ou mais, dependendo da sua idade.

Entretanto, esse é o seu passado e ele já acabou, não pode ser modificado. O importante neste momento é o que você está escolhendo pensar, acreditar e dizer agora. Esses pensamentos e palavras criarão seu futuro. Seu ponto de poder está no presente instante e está formando as experiências de amanhã, da semana que vem, do mês que vem, do ano que vem etc.

Preste atenção no que você está pensando neste instante. É positivo ou negativo? Você quer que esse pensamento crie seu futuro? Apenas preste atenção e tome consciência.

A única coisa com que estamos sempre lidando é um pensamento, e um pensamento pode ser modificado

Não importa qual seja o problema, nossas experiências são tão somente efeitos externos de pensamentos internos. Até mesmo o ódio voltado para si mesmo é um pensamento que você tem sobre si mesmo. Você tem um pensamento que diz: "Sou uma pessoa má"- Esse pensamento produz uma emoção e você entra nessa emoção. Todavia, se você não tiver o pensamento, não terá a emoção. E os pensamentos podem ser modificados.
Mude o pensamento e a emoção desaparecerá.
Isso é apenas para nos mostrar onde conseguimos muitas de nossas crenças. Porém, não usemos essa informação como uma desculpa para continuarmos imersos em nossa dor. O passado não tem poder sobre nós. Não importa por quanto tempo estivemos abrigando um padrão negativo. O ponto do poder está no momento presente. Que coisa maravilhosa de compreender! Podemos começar a nos libertar neste instante!
Acredite ou não, escolhemos nossos pensamentos
Podemos habitualmente pensar e repensar a mesma coisa tantas vezes que perdemos a noção de que estamos escolhendo o pensamento. Porém, a escolha original foi mesmo nossa. Podemos nos recusar a pensar certas coisas. Veja quantas vezes você se recusou a pensar algo de positivo sobre você mesmo. Da mesma forma, também poderá se recusar a pensar algo de negativo sobre si mesmo. Quanto mais ódio e culpa temos, menos funciona nossa vida. Quanto menos ódio e culpa, melhor nossa vida funciona em todos os níveis.
Podemos mudar nossa atitude em relação ao passado
O passado é passado. Não podemos mudá-lo no presente. Todavia, podemos modificar nossos pensamentos sobre o passado. Como é tolo nos punir no presente porque alguém nos magoou no passado distante.

Muitas vezes digo a pessoas que possuem profundos padrões de ressentimento: "Por favor, comece a dissolver o ressentimento agora, enquanto é relativamente fácil. Não espere até estar sob a ameaça do bisturi de um cirurgião ou no seu leito de morte, quando terá de lidar também com o pânico".

Quando estamos em pânico, é muito difícil focalizarmos nossas mentes no trabalho de cura. Precisaremos de mais tempo para primeiro dissolver nossos medos.

Se escolhermos acreditar que somos vítimas indefesas e que tudo é inútil, o Universo nos apoiará nessa crença e cairemos ainda mais fundo.

É vital que nos liberemos dessas ideias e crenças tolas, fora de moda, negativas, que não nos apóiam e não nos nutrem. Até mesmo nosso conceito de Deus precisa ser modificado para que tenhamos um Deus por nós, não contra nós.
Para nos libertarmos do passado, devemos estar dispostos a perdoar
Precisamos escolher nos libertar do passado e perdoar a todos, inclusive a nós mesmos. Talvez não saibamos como perdoar e talvez não queiramos perdoar. Porém, o simples fato de dizermos que estamos dispostos a perdoar dá início ao processo de cura. Para nossa própria cura é imperativo que "nós" nos libertemos do passado e perdoemos a todos.
"Eu o perdoo por não ser como eu queria que você fosse.
Eu o perdoo e liberto."
Essa afirmação nos liberta.
Todas as doenças têm origem num estado de não-perdão

Sempre que estamos doentes, necessitamos procurar dentro de nossos corações para descobrirmos quem precisamos perdoar.

O conhecido livro Course in Miracles (Um curso em milagres) diz: "Toda doença tem origem num estado de não-perdão" e "Sempre que ficamos doentes, precisamos olhar à nossa volta para vermos a quem precisamos perdoar".

Eu acrescentaria a isso que a pessoa a quem você achará mais difícil perdoar é a DA QUAL VOCÊ MAIS PRECISA SE LIBERTAR. Perdoar significa soltar, desistir. Não tem nada a ver com desculpar um determinado comportamento. É só deixar toda a coisa ir embora. Não precisamos saber como perdoar. Tudo o que necessitamos fazer é estarmos dispostos a perdoar. O Universo cuidará dos "como".

Compreendemos bem demais nossa própria dor. Como é difícil para a maioria de nós compreendemos que eles, sejam lá quem forem, que mais precisam de nosso perdão, também estão sofrendo dor. Precisamos entender que eles estavam fazendo o melhor que podiam com a compreensão, a consciência e o conhecimento que tinham na época.

Quando alguém vem a mim com um problema, não importa qual seja - má saúde, falta de dinheiro, relacionamentos insatisfatórios, criatividade sufocada - trabalho unicamente numa só coisa, ou seja, em amar o eu. Aprendi que, quando realmente amamos, aceitamos e aprovamos a nós mesmos exatamente como somos, tudo na vida funciona.

É como se pequenos milagres estivessem em todos os cantos. Nossa saúde melhora, atraímos mais dinheiro, nossos relacionamentos tornam-se mais satisfatórios e começamos a nos expressar de forma plena e criativa. Tudo parece acontecer sem nem mesmo tentarmos.

Amar e aprovar a si mesmo, criar um espaço de segurança, confiança, merecimento e aceitação resultará na criação da organização da sua mente, criar relacionamentos mais amorosos em sua vida, atrair um novo emprego e um novo e melhor lugar para viver, e até permitir que seu peso corporal se equilibre. Pessoas que amam a si mesmas e aos seus corpos não se prejudicam nem prejudicam os outros.

A auto-aprovação e a auto-aceitação no aqui e agora são as principais chaves para mudanças positivas em todas as áreas de nossas vidas. O amar a si mesmo, amar o eu, começa com jamais nos criticarmos por nada. A crítica nos tranca dentro do padrão que estamos tentando modificar. A compreensão e os sermos gentis conosco mesmos nos ajudam a sair dele. Lembre-se, você esteve se criticando por anos e não deu certo. Tente se aprovar e veja o que acontece.

Fonte de consulta:
Livro : Você pode curar a sua vida (Louise Hay)

Nenhum comentário: